Buscar

Defesa de Mulim consegue adiar votação de contas de ex-prefeito



A defesa pediu e a Mesa Diretora acatou. Os advogados do ex-prefeito Neilton Mulim recorreram ao vice-presidente da Câmara e ex-líder do governo passado, Lecinho Breda (PMDB), para adiar a votação das contas da pefeitura do ano fiscal de 2016 por 10 dias corridos.

Tanto Tribunal de Contas (TCE) quanto Comissão de Finanças da Casa Legislativa emitiram parecer de reprovação das contas do governo no período analisado.

Lecinho apresentou o pedido dos advogados à Mesa Diretora, que resolveu submeter a decisão ao plenário através de votação. A maioria dos vereadores concedeu à defesa o benefício a bem do direito de ampla defesa, assegurado pelo regimento interno da Câmara.

O adiamento, porém, não deve mudar o posicionamento da maioria consolidada pela cassação do ex-prefeito.

Os vereadores Natan (PMN) e Salvador Soares (PRB) compreendem o pedido da defesa do ex-prefeito, mas os votos são pela cassação.

- O meu voto está decidido pela reprovação das contas. Voto pelo povo. Esse cidadão fez muito mal a São Gonçalo. Faliu a cidade - disse Soares.

Alexandre Gomes (PSB), maior opositor do ex-prefeito, lambe os beiços e esfrega as mãos pela cassação.

Caso o inevitável ocorra, Mulim ficará inelegível por oito anos.

Atualizado às 12:44. Por um lapso do editor, o proponente do adiamento foi Lecinho Breda e não Diney Marins. O Daki pede desculpas pela confusão.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#SÃOGONÇALO #POLÍTICA #ALEXANDREGOMES #SALVADORSOARES #NATAN #NEILTONMULIM

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon