Buscar

Prefeitura solta nota e rebate denúncia de vereador



O governo soltou nota agora há pouco sobre os acontecimentos ocorridos hoje pela manhã em que o vereador Sandro Almeida acusou frontalmente a primeira dama, Eliane Gabriel, de roubo aos cemitérios gonçalenses.

Leia a nota:

Sobre a acusação contra o governo, expressa em Audiência Pública na Câmara de Vereadores de São Gonçalo, nesta quinta-feira (7), a Prefeitura de São Gonçalo esclarece estar atuando com total transparência e focada no restauro e ampliação dos cemitérios da cidade. O governo ressalta ter depositado mais de R$ 1 milhão na conta da Prefeitura, nos últimos 12 meses (entre maio de 2017 e maio de 2018), fruto da arrecadação no setor.

Para se ter um ideia, durante os quatro anos do último governo (2012-2016), toda a arrecadação registrada pela gestão passada ficou em torno de R$ 1 milhão. Então fica a pergunta: como o atual governo conseguiu arrecadar, em apenas 12 meses, mais do que o governo passado em 48 meses?

Ministério Público – No dia 16 de maio de 2017, a secretária de Administração, acompanhada pela subsecretária da pasta e pelo subsecretário de governo compareceram ao gabinete da Promotoria do Ministério Público de São Gonçalo para tratar sobre as questões referentes aos cemitérios. Na ocasião, tomaram conhecimento do teor do relatório emitido pelos técnicos do GATE, às folhas 231 e seguintes, o qual, apesar de ter sido feito em 2010, parecia bastante atual e retratava os mesmos problemas recorrentes nos cemitérios municipais. Em trecho do documento protocolado pelo MP do Rio de Janeiro (IC 307/03 (MPRJ 2003.00003560), destaca-se:

“Os secretários reafirmaram sua preocupação com as questões postas, indagando sobre a possibilidade de terceirização dos serviços mediante concessão pública, com o que não se opôs esta Promotora de Justiça, a qual afirmou sobre a necessidade premente de revisão da legislação, já bastante anacrônica, com previsão, inclusive, de crematórios no município”.

Os cemitérios – Em virtude do horário, cada cemitério comporta 11 sepultamentos por dia. O atual governo criou, desde 2017, 72 novas vagas no São Miguel, 21 novas no Pacheco, 5 novas no São Gonçalo e 5 novas em Ipiíba, somando 103 novas vagas. Abaixo a relação de cada um deles:

São Gonçalo: Abre de 2 a 3 vagas por dia, através de exumações. Sem contar as perpétuas.

São Miguel: Abre de 5 a 7 vagas por dia, através de exumações. Sem contar as perpétuas. OBS.: Nesta unidade estão sendo construídas 24 novas gavetas.

Pacheco: Abre de 3 a 5 vagas por dia, através de exumações. Sem contar as perpétuas.

Ipiíba: Abre de 1 a 2 vagas por dia, através de exumações. Sem contar as perpétuas.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#POLÍTICA #SÃOGONÇALO #ELIANENANCI #JOSÉLUIZNANCI

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon