Buscar

Maricá é o primeiro município a atingir meta de vacinação contra a gripe



Agora vacinação será estendida para toda população nos postos de saúde

Maricá foi o primeiro município da Região Metropolitana II a atingir a meta nacional de vacinação contra gripe influenza. A 20º campanha, que teve início no dia 24 de abril, era direcionada exclusivamente para o público alvo, mas, agora, será estendida para imunizar toda a população nas unidades de saúde até o fim do estoque vacinal de cinco mil vacinas. O atendimento nos postos acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O Ministério da Saúde preconiza que 90% dos grupos prioritários, formado por idosos, gestantes e crianças e outros públicos, devam ser imunizados contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A, nas variações H1N1 e H3N2 e Influenza B/Phuket. Em Maricá, o público alvo totalizava 29.805 usuários, sendo que, até o momento, foram imunizadas 32.971 pessoas divididas da seguinte forma: 17.597 idosos (o que representa 100,2% do percentual atingido); 7.479 crianças até cinco anos (101,81% do percentual); 4.333 trabalhadores da área de saúde (101,81%); 1.897 professores (225,03%); 1.336 gestantes (110,98%); 218 puérperas (100,46%) e 111 indígenas (217,65%).

A gerente de imunização, Márcia Matos, explicou que o município atingiu a meta, devido ao planejamento da Secretaria de Saúde de ir ao encontro do público alvo. “Desde o início da campanha, já foram administradas 33 mil doses. O sucesso em atingir mais de 100% nos grupos prioritários se deve as ações de vacinação realizadas com as unidades básicas de saúde em creches, escolas, casas da terceira idade, asilos, aldeias indígenas, na UPA de Inoã, no Hospital Conde Modesto Leal, Unidade de Pronto Atendimento de Santa Rita e Fórum, buscando assim levar para a população alvo a imunização contra a influenza”, destacou a profissional, acrescentando que o município recebeu do Ministério da Saúde um total de 39 mil doses que foram distribuídas semanalmente em cinco cotas ao longo da campanha.

Cerca de 200 profissionais da Secretaria de Saúde, dentre enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde e administrativos, participam diretamente dessa campanha. “Gripe não é um simples resfriado e temos três vírus que circulam, e os três são contemplados na vacina. Vale a pena ressaltar que a vacina não causa doença e não tem interação com outros medicamentos, conferindo aos usuários imunização contra as formas graves de gripes”, alertou a gerente, acrescentando que a vacina é contraindicada para quem tem alergia severa a ovo. “Também recomendo informar ao profissional da saúde caso tenha alguma doença crônica”, acrescentou.

Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde, de janeiro até 13 de junho deste ano, foram notificados 596 casos confirmados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado do Rio, sendo 22 deles causados pelo vírus H1N1 e 24 provocados pelo vírus H3N2. No mesmo período foram notificados 67 óbitos por SRAG, sendo quatro por H1N1 e quatro por H3N2.

#CIDADE #MARICÁ #VACINAÇÃO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon