Buscar

O abolicionista e herói da pátria, Luiz Gama, preenche o Municipal de Niterói


Apagado pela história e esquecido pela educação, Luiz Gama ressurge de corpo e alma no palco


O Teatro Municipal abre suas portas para a curta temporada de "Luiz Gama: Uma Voz Pela Liberdade". Nascido em 1830, Luiz Gama foi um homem negro que atuou como advogado, lutando pelos direitos da população negra. Com apresentações na sexta, sábado e domingo, a peça tem classificação indicativa livre. Filho de homem branco com uma escrava alforriada, Luiz Gama nasceu livre. Mesmo de berço livre, foi vendido como escravo aos 10 anos pelo pai, para pagar uma dívida de jogo. Apesar disso, aprendeu a ler e escrever sozinho, e frequentou aulas de Direito como ouvindo. Não precisou do diploma formal de advogado para atuar como um, libertando mais de 500 homens do cativeiro ilegal. Em novembro de 2015, a Ordem dos Advogados do Brasil corrigiu uma injustiça histórica: concedeu o título de advogado a Luiz Gama, 133 anos após sua morte. Além disso, Luiz foi declarado patrono da abolição da escravidão, e teve seu nome incluído no Livro dos Heróis da Pátria. A peça, com direção de Ricardo Torres e interpretação potente e marcante dos atores Déo Garcez e Nívia Helen, busca divulgar mais ainda a vida e o legado de Luiz Gama, que é raramente citado nos livros de história. Assim, a própria peça também é uma luta contra o racismo que permeia os estudos de história. SERVIÇO Luiz Gama: Uma Voz pela Liberdade Data: de 6 a 8 de julho, sexta a domingo Horário: 20h na sexta e sábado, 19h no domingo Duração: 55min Entrada: R$30 (a inteira) Classificação indicativa: Livre

#CULTURA #NITERÓI #LUIZGAMA #TEATROMUNICIPAL

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon