Buscar

MP pede condenação de Quaquá por propaganda antecipada


Procuradores acusam ex-prefeito de utilizar programa de TV para se autopromover


Quaquá nega acusações

O Ministério Público Eleitoral no Rio de Janeiro quer a condenação do pré-candidato a deputado federal Washington Quaquá (PT) por propaganda antecipada. Ele é acusado de divulgar sua candidatura no programa “Jogo do Poder RJ”, no qual participou como convidado em fevereiro deste ano. De acordo com a legislação, a propaganda eleitoral só é permitida a partir de 16 agosto.

Na entrevista, o ex-prefeito de Maricá atribui a si conquistas do atual prefeito do município e tenta associar sua imagem à do ex-presidente Lula, em busca de ganhos eleitorais. Para o procurador regional eleitoral substituto, Maurício da Rocha Ribeiro, a intenção do pré-candidato foi apresentar sua candidatura, abordando realizações passadas e metas, visando conquistar a confiança dos eleitores.

Para o MP Eleitoral, as estratégias utilizadas por Washington Quaquá promoveram sua candidatura sem que houvesse a necessidade de pedir explicitamente os votos dos eleitores. “O representado buscou exaltar, de modo ostensivo, a sua figura como a melhor opção para as próximas eleições. A dinâmica adotada para burlar a legislação foi abordar temas sensíveis a uma determinada parcela do eleitorado para, posteriormente, assumir o protagonismo de suas realizações”, conclui o procurador.

De Maricá Info.

#POLÍTICA #MARICÁ #WASHINGTONQUQUÁ #ELEIÇÕES2018

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon