Buscar

‘Efeito Colateral’ discute consequências na sede do PCdoB de São Gonçalo


O grupo Gnosis Cultural reúne, no 29 de janeiro na sede do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) no Centro da cidade de São Gonçalo, diversos artistas e ativistas sociais dispostos a debater os tempos atuais e os rumos que o mundo escolhe para o seu destino.


De acordo com a sua página no facebook, o coletivo diz que “não poderia ser outro tema para o atual momento de ataque a nossa condição de sociedade democrática. E por termos essa necessidade de coletivo e vontade de mudança, juntamos alguns dos artistas e ativistas sociais atuantes para compartilhar uma troca de ideias fundamental para entendermos as diferenças que implicam todo movimento opressor que se instaura brutalmente, nos impedindo de acesso ao básico do esclarecimento: educação e cultura."

Para essa rodada, foram convidados Jen Mou, Ana Machado, Regilan Deusamar e Eduardo Mansur, e todo diálogo será mediado por Rafael Massoto. Na parte artística forma convidados a cantora Rose Bueno, junto do seu grupo Atríps e o músico e ativista cultural gonçalense Victor Rosa, que também integra o grupo Atríps e irá participar apresentando algumas músicas de seu repertório de concerto.

- Diante de tudo que é negado às pessoas que precisam de acesso à informação, precisamos ser o Efeito Colateral dessa covarde ausência do poder público. Não somos inocentes não acreditamos na arte como via única de transformação da sociedade apenas, entendemos que a arte é uma via importante e não pode ser desprezada pelas autoridades” - reflete Massoto, militante cultural conhecido na cidade.

As palestras começam às 19h e a sede do PCdoB fica na Feliciano Sodré, 45 - 2o andar. A entrada é gratuita.

Para mais informações acesse a página do evento no Facebook.

#POLÍTICA #SÃOGONÇALO #PCDOB

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon