Buscar

Grupo terapêutico atende população LGBTI gratuitamente em SG


Acolhimento é oferecido pelo Núcleo de Cidadania da Secretaria de Desenvolvimento Social


- O grupo terapêutico é um lugar de escuta e empoderamento, para que as pessoas possam ser quem são sem medo - afirmou Júnior Braga, psicólogo e coordenador do Centro de Referência e cidadania LGBTI, em São Gonçalo, que deu início ao grupo terapêutico gratuito voltado para a população que faz parte dos grupos em maior situação de vulnerabilidade social no Brasil.

Em uma parceria com o GSex, grupo de psicólogas que estuda e trabalha com gênero e sexualidade e o mapeamento da violência contra a população LGBTI em Niterói e São Gonçalo, a roda acontece toda última quarta-feira do mês, das 17h30 às 19h.

De acordo com o coordenador, a iniciativa surgiu após um olhar mais atento às demandas dos atendimentos individualizados. Com mais de 200 atendimentos em seis meses, o Centro realiza atendimento psicossocial, Cadastro Único, orientações, encaminhamentos e acompanhamentos nos casos de violência e violação de direitos. Durante os atendimentos, Júnior relata que a equipe se sensibilizou à necessidade de um grupo de acolhimento.

- Como forma de facilitar o acesso aos cuidados da saúde mental da população LGBTI, entendemos a necessidade de se criar um espaço de acolhimento como esse. Acontece uma vez por mês de forma gratuita. Nosso primeiro grupo aconteceu em janeiro e foi conduzido pela psicóloga Ane Cláudia, do Gsex, que tem sido um grande parceiro nesse processo. A roda terapêutica é de grande importância no enfrentamento das dificuldades e violências sofridas dentro e fora da família. Muitos estão em processo de transição e não possuem apoio. Então o grupo é uma forma de empoderar cada um deles, para que possam ser quem são sem medo! - complementou Júnior Braga.

No grupo, os participantes expõem seus problemas, angústias, dúvidas e situações que estão enfrentando. Os outros integrantes podem opinar, comentar, sugerir tendo como base suas próprias experiências.

- Essa iniciativa em parceria com o GSex é de grande importância no trabalho da assistência, sobretudo no que se refere ao centro de cidadania que tem um trabalho pioneiro no município, é fundamental no desenvolvimento emocional dessas pessoas. Com isso busca-se o aumento da autoestima, empoderar essas pessoas que muitas vezes vivem situações de falas que violentam e não respeitam a humanidade. A Secretaria de Desenvolvimento Social, através do Centro, valoriza o atendimento humanizado e ações que promovam dignidade e cidadania a todos - destacou a secretária de Desenvolvimento Social, Marta Maria Figueiredo.

Para participar basta comparecer ao Centro de Cidadania no dia e horário da atividade. A próxima acontece dia 27, a partir das 17h30.

Serviço

Endereço: Travessa Maria Cândida, 49, Mutondo, Sg

Telefone: (21) 3708-7954

#CIDADE #SÃOGONÇALO #LGBTI #SMDS

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon