Buscar

São Gonçalo tem programação em celebração à mulher


O mês de março está recheado de atividades


Andrea Machado (à direita) apresentou programação deste ano?Foto: Divulgação

O Brasil é o quinto país no mundo com o maior número de mortes violentas de mulheres. Todos os dias , ao menos 13 são vítimas de feminicídio. Como ferramenta de políticas públicas que dialoguem no combate à violência, a Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres preparou para março, mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, uma série de ações para discutir com a população políticas efetivas para que este crime não mais aconteça. - Mais do que um dia, entendemos a importância da luta pelo fim da violência contra as mulheres como um compromisso e dever também do poder público e de toda a sociedade. Convidamos todos e todas para participarem das atividades e discutirmos juntos caminhos que possam assegurar a vida de todas as mulheres - disse Andrea Machado, subsecretária de Políticas para Mulheres de São Gonçalo, pasta que recebeu em 2018 o Selo Mais Mulher, idealizado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos. Dentre os critérios, destacaram-se as ações do Centro Especial de Orientação à Mulher (Ceom), que já assistiu mais de 70 mil mulheres vítimas de violência; Feira da Mulher Empreendedora (Femesg), que reúne artesãs e demais artistas e empreendedoras da cidade; Rede Mulher, que mensalmente discute assuntos voltados ao cotidiano feminino; Acontece Mulher, prêmio anual, dentre outras iniciativas. No dia 8, data Internacional das Mulheres, a partir das 9h, uma ação social dá início às atividades. Com as equipes do Centro Especial de Orientação à Mulher (Ceom), dando orientações para casos de violência e violações; equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento Social realizando o cadastro único; isenção para segunda via de certidão de nascimento e equipes da Secretaria de Saúde realizando atendimentos. Todos os serviços são gratuitos e acontecem até as 13h. Já no dia 21, acontece o II Seminário de Políticas Públicas para Mulheres com o tema "Feminicídio". Aberta ao público de modo geral, a atividade acontecerá no auditório Ad Faculdade de Formação de Professores (UERJ/FFP), das 9h às 14h. Para dialogar sobre o tema estarão presentes a juíza titular do I Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher do Rio de Janeiro, Adriana Mello da Silva; coordenadora do Dossiê Mulher e major da Polícia Militar, Orlinda Claudia Rosa de Moraes; delegada titular da Delegacia da Mulher de São Gonçalo (Deam-SG), Doutora Débora Rodrigues e a deputada estadual e primeira mulher a chefiar a Polícia Civil do Estado, Martha Rocha. E encerrando as atividades, no dia 23, acontece a 7ª Caminhada "São Gonçalo de mãos dadas pelo fim da violência contra as mulheres". O ponto de encontro será às 8h30, em frente ao prédio do INSS, no Centro. Para a secretária de Políticas Públicas para Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência, Marta Maria Figueiredo, criar espaços de escuta e participação da população é fundamental para a manutenção das políticas públicas. - Todas as nossas ações enquanto secretaria convergem para a autonomia, bem-estar e empoderamento de cada indivíduo. Poder discutir junto aos diversos movimentos sociais, e a população de um modo geral, formas de enfrentamento à violência contra a mulher gera uma reflexão em todos os âmbitos da sociedade. É importante não só falar, mas promover ações e espaços de escuta para que políticas efetivas possam contribuir para o fim da violência contra a mulher - afirmou. SERVIÇO Inscrição para seminário: https://goo.gl/forms/z2v7AkqwDZ7bBC123 Faculdade de Formação de Professores (UERJ / FFP) Endereço: Rua Francisco Portela, 1470, Patronato INSS/SG Endereço: Rua Coronel Moreira César, 169, Centro

#CIDADE #SÃOGONÇALO #DIAINTERNACIONALDAMULHER

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon