Buscar

O bairro Zumbi e alguns significados, por Erick Bernardes


Há neste nosso mundo estranho certos nomes de lugares que nos são muitíssimo curiosos. Dia desses, pesquisando a origem da palavra que dá registro ao bairro Zumbi, deparei com a explicação de um tal cientista social: a humanidade havia se transformado em uma civilização de cidadãos zumbis. Bem, isso de comparação me incomodou, soou-me depreciativo. Gosto do bairro que faz limite com o Engenho pequeno de um lado e com a Covanca de outro. Penso que o Zumbi é lugar de amizades, onde muitas vezes subi com colegas de escola só para buscar caniços de pesca no matagal e jogar bolas de gude, em frente à Escola Coronel Amarante.

Fato é que o nome realmente é singular. Na origem, a palavra nigero-congolesa “nzumbe” significaria “duende” ou “morto-vivo”. Em língua quicongo o termo “nzambi” quer dizer Deus ou líder. Já na explicação do sociólogo Bauman, o zumbi seria o vagante ou alguém sem rumo ou direção. Um bom exemplo de que as pessoas estão a vagar por aí, decorre das promoções relâmpago dos supermercados famosos. Verdade. E pior que o velho cientista polonês tem mesmo razão! Dia desses passou na tevê; agressões sem tamanho por causa do leite integral barato. Socos, pontapés, Deus me livre, gente sem noção alguma!


Estou convencido que, nos dias de hoje, a qualquer instante, senhores e senhoras se arrastam lerdamente entre uma prateleira de sabão em pó e outra, ou se esgueiram em meio às fraldas descartáveis olhando a etiqueta mentirosa. Isso, sim, é estar desorientado. Incrível como os cidadãos zumbis perderam a alma em detrimento da economia de varejo. Um olhar não muito clínico para essas assombrações de supermercado perceberá rostos afoitos por promoções repentinas, prontos a atacar quem se puser nos seus caminhos.

Por que então chamar de Zumbi um ser que vaga por aí durante a noite? Ficou dito, explica-se pela antiga referência ao andarilho. Por outro lado, lembrando do herói nacional, líder da resistência quilombola, dou-me conta que o significado de “vagante” oferece aí uma boa explicação, tanto para o bairro Zumbi quanto para nosso herói negro. Sim, pessoas que andam muito durante a madrugada. Os verdadeiros trabalhadores e líderes de comunidades sempre acordaram cedo para ganhar o pão. São guerreiros mesmo - e dar o exemplo talvez tenha motivado o nome “nzambi” (líder) ao referir o ícone de Palmares.

Assim, na esteira da ideia transformada em homenagem, registrou-se com termo guerreiro o bairro Zumbi: lugar de gente batalhadora e cheia de histórias interessantes ainda por revelar.


Erick Bernardes é escritor e mestre em Estudos Literários.

#ARTIGOS #CRÔNICAS #CONTOS #ERICKBERNARDES #SÃOGONÇALO #ZUMBI

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon