Buscar

Bárbara Rodriguez: 'Fico feliz em ver alguém impactado pela arte'


A galera do Diário da Poesia entrevistou a super produtora cultural Bárbara Rodriguez e a gente do Daki publica pra você. Saca a parada: Bárbara, com 13 anos vai a um evento cultural que mudou a sua vida. Era o CEP 20.000, no Humaitá-Rio. Tempos depois, se junta ao Massoto e a mais três amigos e faz na terrinha SG o CEP 24.000 no Sesc e enfim no Bar do Blues.

É assim que funciona. As coisas devem existir para se ressignificarem nas pessoas e territórios. Bárbara toca hoje o Sarau Cultural e o OcupaSound, eventos fundamentais pra rapaziada. É arte e cultura, parceiro.

Vamos lá!

Apresente-se.


Sou Barbara Rodriguez, gonçalense, MBA em Gestão e Produção Cultural e Turismóloga. Atualmente desenvolvo em São Gonçalo os projetos OcupaSound, Sarau Cultural e Cine na Praça.

Você é ativista cultural. Quando você descobriu seu dom para produção cultural? Quem foi sua maior inspiração?

Aos 13 anos fui a um evento chamado CEP 2000 (Centro de Experimentação Poética) a convite de um amigo já produtor, Rafael Massoto, no Teatro Sergio Porto, no Humaitá. Me encantei pelo evento aquele dia, cheio de arte e liberdade, e quis muito trazer algo assim para São Gonçalo. Tempos depois, com a ajuda do Guilherme Zarvos, um dos fundadores do CEP 20000 ao lado de Chacal e Michel Melamed, fizemos Rafael Massoto, eu e mais 3 amigos, o CEP 24000 em São Gonçalo, com as primeiras edições no SESC SG, depois no Bar do Blues. Ali foi meu primeiro contato com a produção. Ali eu percebi como eu queria produzir cultura.

Quando produz algum evento, o que você busca passar para o público?

Busco fazê-los perceber a importância de mantermos a arte em nossas vidas, nas nossas praças, na nossa cidade e nos nossos meios. Fico feliz quando vejo que alguém é impactado pela arte. Nós sabemos como podemos transformar vidas com ela.


Sabemos que a cultura no Brasil é relegada a último plano. Como tem sido a vida de produtora com relação a recursos para realização dos projetos na área?

Quando falamos de recursos financeiros, a vida de produtor é complicada. Por isso é importante mantermos uma rede de parceiros que nos apoiam com outros tipos de recursos que não grana. A vontade de fazer com certeza é maior que a ajuda vinda do poder público, por exemplo. Mas também é difícil com empresários. Sem muito mistério, é complicado realizar ações culturais, mas é possível quando estamos com propostas e parceiros alinhados. Quando há um suporte legal, como é o caso do Sarau Cultural do São Gonçalo Shopping , aí conseguimos trabalhar melhor.

Qual a importância dos movimentos culturais para sociedade?

A importância de manter viva a cultura local, a troca entre as pessoas e de viabilizar momentos de lazer e aprendizado para a população, no caso de São Gonçalo, muito carente de cultura e lazer.

Você realiza o projeto “Sarau Cultural”. Conte-nos um pouco sobre o projeto.

O Sarau Cultural é uma grande parceria da Noix Produções com o São Gonçalo Shopping. Se deu através do amigo Romário Regis, grande mediador e ativista da cidade. A proposta em questão era a de reunir os artistas da cidade e fazer do Shopping um ponto de encontro pra isso. Desde a primeira reunião com a Emily eu senti que o projeto vingaria, porque na mesa estavam sentadas pessoas que entendem de fato a importância e conhecem as etapas de um evento cultural. A Thamiris Santos e o Romário Regis me ajudam com a produção e o shopping nos dá todo o suporte para que a gente trabalhe bem, convidando os artistas locais e favorecendo a cena local com toda certeza. Estamos lá desde outubro de 2018, querendo ficar mais um tempão. (risos)

Planos para o futuro e contatos!

Os planos passam sempre por poder realizar um bom trabalho com a cultura, agregando valores, seja na música, no teatro, na literatura, na minha cidade ou fora dela.

Facebook: Barbara Rodriguez e Noix Producoes Instagram: @babisca / @noix.producoes / @ocupasound / @cinenapraca Tel: 21 98206-6931 E-mail: noixproducoes2017@gmail.com


#ENTREVISTA #BÁRBARARODRIGUEZ

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon