Buscar

'Lidera Mulher' forma nova turma de mulheres empreendedoras


Criado em 2018, o programa já formou centenas de mulheres


Edileuza teve isquemia cerebral, mas superou a doença com ajuda da família e do programa/Foto: Divulgação

"Esse momento representa mais um salto na minha vida. Toda mulher traz consigo uma história de vida e se eu fui capaz de ir aprendendo tudo novamente, acho que todo mundo pode aprender todos os dias, em todos os momentos", afirmou Edileuza Miranda, de 42 anos, ao receber o certificado do Lidera Mulher, durante a formatura da quinta turma de mulheres empreendedoras, que aconteceu nesta segunda-feira (10), no Icbeu, no Centro de São Gonçalo.

Edileuza é proprietária da Di Miranda Cake Design, empresa de bolos decorados. Aos 40 anos a microempresária sofreu uma isquemia cerebral que fez com que ela perdesse parte da memória. Sem lembrar de como produzia seus bolos, ela contou com a ajuda da família para reaprender a sua profissão. Dois anos depois, se recuperando aos poucos da doença, ela resolveu se inscrever no Lidera Mulher em busca de mais aprimoramento para o seu negócio. E assim como Edileuza, muitas mulheres empreendedoras seguem na busca por renda e autonomia.


Fruto da parceria entre a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para o Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência (SEMIMD) e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, junto com o Sebrae, o Lidera Mulher foi criado em 2018 com o objetivo de consolidar formalmente muitos negócios chefiados por mulheres. Com uma equipe técnica formada por psicólogos e assistentes sociais, o projeto é voltado para empreendedoras das áreas de artesanato, beleza, moda e gastronomia.

"É com muita alegria e satisfação que formamos a nossa quinta turma. As pessoas que nos procuram já têm uma veia empreendedora e uma história de vida pessoal. É gratificante ver a trajetória dessas mulheres tomando formas cada vez mais concretas", disse Paola Souza, antropóloga e gestora do projeto.

Com o objetivo de levar o projeto para bairros mais afastados do centro de São Gonçalo, a equipe junto com a SEMIMD, criaram a Caravana Lidera Mulher.


"Nos próximos meses levaremos o projeto para todos os centros de referência de assistência social do nosso município. Nosso objetivo é mostrar toda a essência do Lidera para as mulheres que moram em localidades de difícil acesso e que precisam de um impulso para ir em busca do sonho de montar seu próprio negócio", explicou Marta Maria Figueiredo, secretária da pasta.

A sexta turma do Lidera Mulher vai inciar em agosto. Para participar é necessário possuir um ano ou mais como microempreendedor individual (MEI) e ter no mínimo 19 anos. As inscrições são feitas através do e-mail projetolideramulher.sg@gmail.com.

#CIDADE #SÃOGONÇALO #LIDERAMULHER #EMPREENDEDORISMO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon