Buscar

Caminhos para o futebol feminino, por Victor Machado



O Brasil perdeu para a França neste domingo pelas oitavas de final da e está eliminado do torneio. A seleção, guiada por Marta e Cristiane, se superou dentro de campo e conseguiu levar o confronto com as donas da casa e favoritas à conquista da competição para a prorrogação, mas caíram no segundo tempo do período extra com um gol marcado por Henry. Antes, Gauvin havia aberto o placar para a França e Thaísa empatado a partida, ambos os gols na segunda etapa. Na saída de campo, uma emocionada Marta fez um desabafo acerca da necessidade de incentivo e estrutura para o futebol feminino no Brasil. "Não vai ter uma Formiga, Marta e Cristiane para sempre. O futebol feminino depende de vocês. Valorizem", disse a eleita seis vezes melhor jogadora do mundo. Formiga e Cris já admitiram que este foi o último Mundial da carreira de ambas, mas a camisa 10 ainda não se pronunciou a respeito. Vale lembrar que, em 2018, pela primeira vez os clubes brasileiros foram obrigados pela CBF a ter um time feminino profissional.


Sim, é possível.

Um bom exemplo de organização e superação foi o Vôlei Feminino do Brasil. Durante anos ficou a sombra do masculino e a partir do momento que foi cercado por profissionais competentes fora de quadra leia-se: Bernardo Resende, o Bernadinho e José Roberto Guimarães evoluiu a partir da década de 1990. Junto com os técnicos vieram uma Liga forte e organizada e incentivos as categorias de base. Resultado uma chuva de medalhas olímpicas e títulos em diferentes competições

Corneta

O que Vadão fez na carreira para merecer ser técnico da seleção feminina de futebol?

Victor Machado é professor de Geografia e Sociologia.


#RESENHADAKI #VICTORMACHADO #MARTA #BERNARDINHO #FUTEBOLFEMININO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon