Buscar

Prefeitura realiza workshop sobre alimentação saudável e de baixo custo


Objetivo é estimular o reaproveitamento de alimentos considerados descartáveis


Curso teve parceria com o Movimento de Mulheres/Foto: Divulgação

Promover a melhoria dos hábitos alimentares através de uma alimentação saudável, nutritiva e de baixo custo, reaproveitando alimentos e contribuindo para a sustentabilidade do planeta. Esta foi a proposta da equipe da Escola de Serviços Culinários Alternativa Alimentar Móvel, que realizou um Workshop sobre Cozinha Alternativa, nesta quinta-feira (27), para os usuários do Centro de Referência para o Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência, no Jardim Catarina.


O evento realizado pela Secretaria de Políticas Públicas para o Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência em parceria com o Movimento de Mulheres em São Gonçalo, contou com uma palestra ministrada pela vice-diretora financeira da ONG, Selma da Rocha, que alertou sobre a importância da sustentabilidade e do consumo consciente. - Nossa intenção é poder despertar nas pessoas o interesse em reaproveitar alimentos, que para muitos são descartáveis, como cascas, talos, entre outros, e mostrar que além minimizar o desperdício, estamos garantindo uma alimentação mais saudável e nutritiva - explicou Selma. A baiana Eliete Soares decidiu vir para São Gonçalo após ser vítima de violência doméstica. Morando há mais de 30 anos na cidade, ela coordena a escola de culinária que trouxe de Salvador, e usa a sua história de vida para inspirar outras mulheres. Durante o workshop, a professora ensinou receitas de torta de talos, suco verde e suco de inhame. - Nosso objetivo é mostrar que é possível incluir alimentos que iriam para o lixo, em receitas, transformando em pratos criativos e saborosos. Além disso, incorporar misturas e farelos na alimentação, garante a ingestão de múltiplas vitaminas naturais. Essas receitas podem se transformar em fonte de renda e ajudar muitas mulheres que estão buscando uma forma de empreender, assim como eu busquei quando ainda morava na Bahia e passava por dificuldades - contou Eliete, que também é vice-diretora executiva do Movimento de Mulheres. Antônia Maria da Silva, de 60 anos, é usuária do Centro Dia e ficou inspirada com a atividade e garantiu que irá repetir todas as receitas em casa. - Foi um dia maravilhoso. Tanto a palestra, quanto o workshop foram incríveis, com muitos aprendizados e esclarecimentos. Vou fazer para a minha família todas as receitas que aprendi aqui - disse Antônia. Para a secretária da SEMIMD, Marta Maria Figueiredo, estar atento aos hábitos alimentares na terceira idade é imprescindível para garantir bem estar esta fase da vida. - São Gonçalo é uma cidade com grande número de pessoas idosas e é preciso realizar cada vez mais ações sobre hábitos alimentares para alertar essa parcela da população, já que a alimentação saudável aliada a atividades físicas, são essenciais na prevenção de doenças e na garantia de bem estar - afirmou Marta. A subsecretária de Políticas Públicas para Mulher, Andréa Machado, garante que esses tipos de ações só vem a somar e inspirar a população. - Além de alertar para o consumo consciente, este evento também foi pensado na mulher desempregada que já têm experiência com gastronomia, e a partir dessas capacitações, podem aproveitar para criar receitas saudáveis e transformá-las em fonte de renda - contou Andréa.


#CIDADE #SÃOGONÇALO #ALIMENTOS

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon