Buscar

28% das vítimas fatais de Covid-19 têm menos de 60 anos em São Gonçalo

A vítima mais jovem morava no Porto Velho e tinha 26 anos

Pacientes são tratados no Hospital Luiz Palmier/Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de São Gonçalo divulgou, nesta sexta (8/5), breve relatório sobre a situação da pandemia de Covid-19 no município. Dentre as 44 pessoas que faleceram até esta quinta-feira (7), 12 tinham menos de 60 anos, 28% das vítimas fatais.


Ou seja, definitivamente não é doença de velhos, embora sejam a maioria das vítimas, com 32 mortes, ou 72% do total.


Como explica o relatório, o envelhecimento prejudica o sistema imunológico e o torna menos eficaz, fazendo com que idosos estejam mais suscetíveis a apresentarem complicações devido ao novo Coronavírus (Covid-19).


A vítima com idade mais avançada é uma mulher, 91 anos, moradora do Centro. Outras 12 pessoas entre 60 e 69 anos vieram a falecer; nove entre 70 e 79 anos; e mais dez entre 80 e 89 anos. Dentre os jovens, a vítima mais nova é um homem, 26 anos, morador do Porto Velho.

Além das 44 mortes, São Gonçalo contabiliza, até o momento, 4087 casos suspeitos, 359 confirmados, 424 descartados e 49 curados. Outros 29 óbitos estão em investigação, aguardando o resultado dos testes para saber se a causa foi Coronavírus ou não. O Rocha e o Colubandê são os bairros que apresentam maior número de infectados, com 14 cada. 


Dos 92 bairros existentes dentro do município, 67 já registram pelo menos um caso de pessoa infectada por Covid-19.

A Secretaria de Saúde ressalta a necessidade de que a população continue respeitando o isolamento social, evitando deslocamentos desnecessários para que não ocasione aumento na transmissão do Coronavírus.



MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon