A “Mostra Online de Cenas Curtas Gonçalense" no contexto da LAB, por Alberto Rodrigues


Fotos: Igor Mattos, Mauro Marques, Werner Neto
Fotos: Igor Mattos, Mauro Marques, Werner Neto

Vamos Falar de Diversidade Artística Cultural.


A Lei de Emergência Cultural, conhecida como Lei Aldir Blanc (nº 14.017, de 29 de junho de 2020) de autoria da Deputada Federal Benedita da Silva com a relatoria da Deputada Jandira Feghali, além de trazer assistência aos Fazedores de Arte e Cultura de todo o país, buscando a Descentralização, contribuiu para visibilizar toda Cena Cultural Resistente dos lugares mais longínquo do nosso território continental, que a décadas está marginalizado padecendo a ausência de políticas públicas cultura.


Desde então fica perceptível a diversidade Cultural do país e do nosso Município, que a partir do dia 20 de Janeiro até todo o mês de março ofertarão a toda população gonçalense com mais de 60 propostas de arte e cultura de forma on line ou semi presencial, totalmente gratuito.


E para que possamos estarmos cientes e conhecendo essas iniciativas faremos uma série de entrevistas com os proponentes de cada Projeto.


Hoje conheceremos um pouco sobre FELIPE MORAES que é um dos integrantes da Albatroz Cia de Teatro que foi contemplado pela Lei de Emergência Cultural - Lei Aldir Blanc com a proposta "Mostra On line de Cenas Curtas Gonçalense."

A “Mostra Online de Cenas Curtas Gonçalense” tem a coordenação geral de Felipe Moraes, que atua há 9 anos no município de São Gonçalo em produções artísticas nas funções de ator, diretor, produtor, técnico e oficineiro. É também um dos fundadores da Albatroz Cia de Teatro, companhia residente e atuante na cidade desde 2017.

Alberto Rodrigues: Qual a proposta do Projeto?


FM: A Mostra Online de Cenas Curtas Gonçalense tem o objetivo de promover uma ação de ampla participação artística e popular, incentivando a vivência e a prática dos fazedores de cultura de São Gonçalo e oportunizando os espectadores a terem acesso às expressões pertencentes às artes teatrais. A Mostra é um diálogo entre exibição, em plataforma virtual de 08 cenas curtas teatrais, e espaço de troca entre os fazedores de cultura do município de São Gonçalo sobre as artes e suas diversidades cênicas entre os grupos/artistas participantes, público e debatedores especializados na área teatral. É também um meio de fomentar a produção teatral, de forma adaptada, para a atual realidade, estimulando os artistas à criação, encontros, diálogos e exercícios de reflexão, ainda que tecnologicamente.


Realização: 15 a 20 de Março de 2021

Inscrições Abertas de 18 de Fevereiro a 07 de Março de 2021

Edital: https://drive.google.com/file/d/1ukDiPFHh0Cd4mVReBFox9ISmhSgqM1ev/view?usp=sharing

Formulário de Inscrição: https://forms.gle/wGDU5Aj4SznBzqUt7


A.R: Qual o impacto esperado na sociedade gonçalense com essa ação?


FM: Ao final deste projeto, que mescla as linguagens das artes cênicas e do audiovisual, são esperados: o intercâmbio entre os fazedores de cultura gonçalense e a fomentação das artes no município de São Gonçalo. A Mostra de Cenas Curtas, em seu formato virtual, não limita a apresentação das cenas somente na cidade, possibilitando, assim, um alcance ilimitado e diversificado de público e de diversas (os) cidades/países, contribuindo, desta forma, para a propagação da arte e de artistas gonçalenses em território nacional e internacional.

Espera-se também a fomentação e criação de cenas curtas próprias dos grupos e artistas de São Gonçalo, oferecendo ao município um acervo de espetáculos curtos de diferentes linguagens e pesquisas cênicas. Por meio dos debates ao final das exibições das cenas, almejamos um espaço de troca e contribuição entre especialistas e profissionais das artes cênicas e grupos/artistas selecionados para esta primeira edição. Logo, este formato de “oficina integrada” contribuirá positivamente com os trabalhos apresentados, levantando reflexões e pesquisas voltadas diretamente às propostas trazidas nas cenas.

No encerramento da Mostra com a oficina de Expressão Corporal esperamos construir um espaço de troca entre artistas e espectadores, ainda que em ambiente virtual, possibilitando a exploração de novas linguagens e criação a partir do corpo durante o período de isolamento e distanciamento social.

A.R: Quem são os responsáveis pelo o projeto e contatos?

FM: Felipe Moraes – (21) 99013-5238

E-mail: cenascurtasgoncalense@gmail.com

Instagram e Facebook: @cenascurtasgoncalense


Acesse o edital:

Edital Mostra Online
.pdf
Download PDF • 313KB

Fotos: Igor Mattos, Mauro Marques, Werner Neto

Alberto Rodrigues é produtor cultural, idealizador e coordenador do Festival Literário de São Gonçalo (Flisgo) e do Acesso Cultural.