Buscar

Antunes: 'São Gonçalo não recebeu nem um centavo para o Hospital de Campanha'

Declaração do secretário de Saúde foi feita em sessão da Câmara de Vereadores nesta quarta, 27

Jefferson Antunes respondeu questões de vereadores/Foto: Divulgação

Com o objetivo de esclarecer algumas informações referentes à saúde de São Gonçalo, principalmente em relação às atividades desenvolvidas devido ao coronavírus, o secretário municipal de Saúde, Jefferson Antunes, esteve na Câmara Municipal de São Gonçalo durante a sessão desta quarta-feira (27).


A sessão, inclusive, foi a primeira a contar com a participação de vereadores através de videoconferência.

Durante a sua explanação, o secretário de Saúde deixou claro que o isolamento social é importantíssimo para o controle da doença e que não será flexibilizado enquanto a curva de contaminação da Covid-19 estiver ascendente.


Ele ainda ressaltou que os números podem aumentar nos meses de junho e julho por conta das temperaturas mais baixas, que propiciam o desenvolvimento de outras doenças virais e respiratórias.  - Estamos com toda a atenção básica funcionando, há polos e hospitais de referência para o coronavírus, implantamos atendimento por telemedicina, temos ambulâncias exclusivas para o transporte e todos os profissionais de saúde estão recebendo os EPIs (equipamentos de proteção individual). Hoje, ainda, não estamos em colapso. Mas com todos os nossos esforços, já está difícil - disse Antunes, que também é médico. O secretário tirou dúvidas dos vereadores sobre a testagem para a doença, novos leitos que estão sendo abertos em hospitais e uso da verba para a construção do Hospital de Campanha no Mauá, que é de competência do Governo do Estado.


- Não adianta fazer testes em massa porque não teremos resultados significativos, pois a confirmação da doença só aparece a partir do sétimo dia de contaminação. Por isso, a importância das pessoas permanecerem em isolamento social. Há pessoas assintomáticas que transmitem e estão nas ruas - explicou o secretário. Com a proliferação da doença em crescimento na cidade, a Prefeitura de São Gonçalo prepara novos leitos nos hospitais que já estão em funcionamento e, na próxima semana, abrirá mais 30 leitos no Hospital Franciscano, em Lagoinha, que pode chegar a 80.


E o secretário finalizou sua participação na sessão plenária esclarecendo à população sobre a controversa construção do Hospital de Campanha, no Clube Mauá. - São Gonçalo não recebeu nem um centavo para o Hospital de Campanha. A verba é do Governo do Estado e a responsabilidade pela abertura e funcionamento também. Apresentamos projetos e outros terrenos e eles não aceitaram. Ainda esperamos a ajuda do Governo do Estado.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon