Buscar

Apagão: nenhum telefone da Secretaria de Educação funciona em São Gonçalo

Site da Ouvidoria também está fora do ar


Por Cláudio Figueiras

Telefones da prefeitura são um problema crônico/Foto: Divulgação

Você, pai, mãe ou responsável de aluno, estudante, ou até um jornalista curioso como eu que queira alguma informação da Secretaria de Educação de São Gonçalo, dá com os burros n'água quando tenta falar com algum funcionário da pasta por telefone. Dos três números disponíveis ao cidadão, nenhum, NENHUM!, funciona.


Pelo menos até 10h28 da manhã de hoje (21), as linhas 2199-6500, 2199-6517 e 2199-6520 disponíveis no site da Prefeitura têm a seguinte mensagem do robô da Operadora: "O número discado não está em serviço". Ao tentar informar à Ouvidoria do Município o infortúnio do repórter-cidadão, outra decepção: "Não é possível acessar o site", diz a mensagem na tela.


Apagão de informação, que chama.


Tudo começou quando uma mulher, mãe de filho com espectro autista, procurou o Jornal Daki para obter informações sobre alguma escola ou centro especializado em autismo infantil. Narrou a mãe em áudio pelo WhatsApp que seu filho nada aprendera nas escolas normais, daí seu interesse em procurar uma unidade de ensino especializada.


Indicamos o Centro de Referência Municipal em Autismo Prof. Mª José da S. Rodrigues, no Gradim, que não tem ou não fornece ao público seu contato telefônico, obrigando a Dona Maria, vamos chamá-la assim, ir pessoalmente à escola, em plena pandemia.


Foi quando tentamos entrar em contato com a Secretaria de Educação que deu nessa reportagem.


Pedimos mas não obtivemos esclarecimentos da Prefeitura, que tem o espaço aberto nesse jornal para orientar os gonçalenses que passam pelo mesmo caso desse repórter e da Dona Maria.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon