Buscar

Atenção Básica de Saúde foi destaque em 2019 em São Gonçalo

Vários programas foram consolidados e ampliados ao longo do ano

O ano de 2019 foi de grandes avanços, desafios e reorganização na Secretaria de Saúde de São Gonçalo. Atualmente, funcionando como um grande complexo, com mais de 90% dos serviços centralizados no São Gonçalo Shopping, no bairro Boa Vista, a pasta ampliou a rede de serviços e estruturou a porta de entrada para o cuidado com a população: a Atenção Básica.


Nas instalações da Secretaria de Saúde estão a Defesa Civil, farmácia, comissão técnica de fiscalização, atenção básica, atenção especializada, Núcleo de Educação Permanente (NEP), Superintendência de Saúde Coletiva (Susc), vigilância sanitária, vigilância ambiental, saúde mental, Subsecretaria de Odontologia, Departamento de Programas (tabagismo, saúde do homem, saúde do idoso, saúde da mulher, nutrição, vigilância hospitalar, saúde do trabalho, Programa de Notificação de Violência doméstica, sexual e outras violências), dentre outros departamentos. Além de toda a parte administrativa da Secretaria de Saúde e Fundação, como os setores de Orçamento, Financeiro, Contabilidade e Procuradoria.  A previsão é de que nos próximos dias a Central de Regulação também comece a atender na nova sede. Reunindo, assim, todos os setores da Saúde em um mesmo lugar.

- É através da Atenção Básica que a população tem acesso à rede de saúde e seus serviços. Somos uma cidade com mais de um milhão de habitantes, o que exige do nosso governo uma estrutura qualificada, capacitada e que ofereça um tratamento com acolhimento e o mais humanizado possível. Apesar das dificuldades e da nossa baixa renda per capita, conseguimos chegar mais perto da população, descentralizar os serviços, ampliar as equipes e reordenar a Saúde em nosso município - afirmou o prefeito José Luiz Nanci.


O secretário de Saúde, Jefferson Antunes, falou sobre os desafios de 2019:


- A gestão não é fácil, mas, apesar de termos uma renda per capita muito baixa nunca deixamos uma unidade nossa fechar. Pelo contrário, hoje estamos em dia com as nossas contas e na responsabilidade do serviço na saúde. Essa responsabilidade humana preconizada pelo governo é muito importante, por isso eu agradeço a todos que compartilham essa ideia e trabalham para isso. Para 2020, temos um projeto e estamos fazendo um estudo que visa a melhoria do salário dos profissionais da saúde, assim como o início da reforma de 41 unidades de saúde. Hoje, nos Polos e PAMs não faltam medicamentos e insumos. Esse foi um ano de muito trabalho e de organizar a casa. Somos uma engrenagem, por isso o apoio de cada um é fundamental! - afirmou.


De acordo com a subsecretária de Atenção Básica, Maria Auxiliadora, a ampliação dos serviços e equipes refletiu inclusive no aumento dos indicadores preconizados pelo Ministério da Saúde, através da atualização e alimentação de dados no sistema com o aumento da equipe de digitadores. Para ela, todas as instâncias são fundamentais para mover a grande engrenagem que é a saúde pública.


- Tivemos um aumento significativo na assistência prestada à população através de consultas de médicos, enfermeiros, Núcleo de Apoio à Saúde da Família(Nasf), consultório de rua, marcação e realização de exames pela regulação, manutenção dos Polos com os medicamentos necessários a Atenção Básica. Somos destaque no Estado do Rio de Janeiro através da implantação e sistematização da Atenção Básica no sistema prisional, e além disso realizamos a sustentabilidade das equipes de Estratégia de Saúde da Família e Atenção Primária à Saúde sem nenhuma desassistência durante o ano de 2019, apesar de todas as adversidades - ressaltou.


Confira abaixo algumas das realizações e avanços da Atenção Básica de Saúde em 2019:

Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf):


De maio a novembro o Nasf atendeu mais de 300 mil pessoas. Formado por equipes multiprofissionais que atuam de forma integrada, o Núcleo permite realizar discussões de casos clínicos, possibilita o atendimento compartilhado entre profissionais, tanto na Unidade de Saúde, como nas visitas domiciliares; permitindo a construção conjunta de projetos terapêuticos. Em São Gonçalo são 25 núcleos presentes em todas as unidades de saúde, Polos Sanitários e Academias da Saúde. As equipes são formadas por educador físico, psicólogo, assistente social, nutricionista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e farmacêutico.


Programa de Tabagismo: 105 profissionais, entre enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, médicos, nutricionistas, dentistas, educadores físicos, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Através da capacitação, 112 unidades de saúde ofertaram o tratamento e 1.101 pacientes foram atendidos, e desses 231 pararam de fumar até a quarta sessão.  


Consultório Na Rua: Cadastrou e atendeu mais de 600 pessoas em situação de rua, com tratamento supervisionado para o controle de doenças infecciosas como tuberculose, IST/Aids e hepatites virais, oferta de vacinas, encaminhamentos para a retirada de documentos pessoais, cadastro único e Bolda Família, em parceria com o Centro de Referência Especializado para a população em situação de Rua (Centro POP). Além disso, em 2019, o serviço adquiriu uma ambulância para ampliar ainda mais a rede de atendimento.  


Programa de Tuberculose: Como forma de descentralizar o acesso ao tratamento e prevenção, o Programa, que antes atendia nos polos Hélio Cruz e Washington Luiz, hoje atende também em mais três unidades: Polo Sanitário Paulo Marques Rangel, Clínica Municipal Zerbini e USF Ary Teixeira. Em todas essas unidades são realizados o atendimento, diagnóstico e acompanhamento dos casos, assim como encaminhamento para exames laboratoriais e a entrega de medicação. De janeiro a novembro deste ano 496 pessoas iniciaram o tratamento.


Programa de Imunização: O município possui 73 salas de vacinação, e em 2019 o Programa realizou a Campanha Nacional contra a Influenza, alcançando em 100% trabalhadores da saúde, puérperas, professores e pessoas com morbidades. Além disso, das salas de vacinação, 20 foram informatizadas e 10 equipamentos foram adquiridos para a modernização da rede de frios: cinco câmaras para a Central Municipal e uma câmara para cada Polo Sanitário.


Programa de Hanseníase: Capacitação de 30 agentes comunitários de saúde e 40 técnicos de enfermagem, além de profissionais do Nasf e odontologia. Mais de 100 acolhimentos e atendimentos em consultório médico com avaliação dermatológica, com detecção de quatro novos casos.


Programa Municipal de Saúde da Pessoa Idosa: A nível nacional, São Gonçalo foi a única cidade do Estado do Rio a ser escolhida na 7ª edição do Mapeamento de Experiências de boas práticas em gestão pública, pelo programa municipal de Saúde da Pessoa Idosa. Organizado pelo Ministério da Saúde e pelo Grupo de Informação em Saúde e Envelhecimento – Gise, do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), o mapeamento é feito desde 2013 e reúne experiências de todas as regiões do Brasil do Sistema Único de Saúde (SUS). Na categoria "Promoção de atividades intersetoriais que beneficiem pessoas idosas por meio da integração do Setor Saúde com:  Assistência Social, Direitos Humanos, Educação, Transporte, Ministério Público, dentre outros", São Gonçalo foi selecionado pelo trabalho realizado no Espaço Avançado de Atendimento à Saúde do Idoso, no Jardim Catarina.


Programa Municipal de Saúde do Homem: Implementado em agosto de 2018, realiza o mapeamento do perfil da população masculina em São Gonçalo, qualificou mais de 100 enfermeiros das equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF), realizou ações em parcerias com empresas privadas com a proposta de Promoção em Saúde e realizou a integração masculina nos serviços de saúde como os Grupos de Gestantes com a participação do pai/parceiro.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon