Bozo tira do social pra dar cargo a padrinho do filho 01

A suprema desfaçatez com a certeza da impunidade


Por Rodrigo Melo

Marcelo Magalhães (ao centro) com o presidente Jair Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro durante audiência Imagem: Alan Santos/Presidência da República
Marcelo Magalhães (ao centro) com o presidente Jair Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro durante audiência Imagem: Alan Santos/Presidência da República

Aquele que ora ocupa a presidência da república e não gosta de ser chamado de genocida, deve assinar nos próximos dias um decreto que desmantela mais ainda o desmantelado ministério que cuida da área social, o da Cidadania.


Tudo para agradar o padrinho de casamento do filho Flávio, o 01, esse mesmo da corrupção das "rachadinhas" na Alerj.


Segundo o UOL, "o texto prevê redução no tamanho de áreas técnicas responsáveis pela política de Assistência Social e pelo combate a fraudes para dar 30 novos cargos subordinados a Marcelo Reis Magalhães, secretário especial do Esporte e padrinho de casamento do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho do presidente".


As mudanças, segue o UOL, "devem ocorrer em meio à fase mais aguda da pandemia de covid-19, quando o governo se prepara para voltar a pagar o auxílio emergencial".


É isso: Bozo dando o exemplo que a família é o mais importante.


Depois dos 300 mil sepultados, Brasil acima de todos!


Caveira!



MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
Banner_300x250_Homem.gif