Capitão Nelson tem contas de campanha rejeitadas pelo TRE

Além de inelegível, prefeito terá de pagar R$ 1,2 milhão de multa. Cabe recurso


De A Tribuna

Equipe de campanha não comprovou origem dos recursos usados/Foto: Pedro Conforte
Equipe de campanha não comprovou origem dos recursos usados/Foto: Pedro Conforte

O prefeito de São Gonçalo, Capitão Nelson Ruas (PL), teve suas contas de campanha reprovadas pela juíza Bárbara Alves Xavier, da 68ª Zona Eleitoral de São Gonçalo. Com a decisão, o atual prefeito pode ficar impossibilitado de concorrer à reeleição e terá de pagar R$ 1,2 milhão ao Tesouro Nacional.


Segundo a decisão, que ainda cabe recurso, Ruas deixou de encaminhar uma série de documentos na sua prestação de contas que pudessem comprovar seus gastos. Ao todo, existem 789 gastos com ausência de documentação que aponte a origem dos recursos alocados.


Nelson Ruas, o Capitão Nelson, teve uma vitória apertada sobre o petista Dimas Gadelha, vencendo com 50,79% dos votos válidos contra 49,21% de Dimas. Nelson, eleito com apoio da base aliada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), assumiu a prefeitura em meio a pandemia do Coronavírus e foi responsável pelo início da vacinação da cidade.


A assessoria da Prefeitura de São Gonçalo informou que não pode responder sobre essa questão por ser da época da campanha do Capitão Nelson. Os assessores mandaram a demanda dessa reportagem para a equipe da campanha, que está preparando um informe para a imprensa sobre esse assunto.


MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
Banner_300x250_Homem.gif