Buscar

Carnaval da Rua da Conceição será aberto neste sábado (22)

Folia gera empregos e impacta positivamente a economia da cidade


A Prefeitura de Niterói abre, oficialmente, o Carnaval Niterói 2020 nesse sábado (22), a partir das 11h, na Rua da Conceição, Centro de Niterói. O primeiro dia conta com a tradicional lavagem da rua com integrantes da União Espiritualista de Umbanda e Religiões Afro Brasileiras do Estado do Rio de Janeiro (Ueuaerj), para uma limpeza espiritual do local e um pedido de proteção e paz para que tudo transcorra bem nos dias de folia na cidade, desfile do bloco Cordão do Bola Branco, formado por membros da terceira idade de Niterói, com concentração será em frente ao prédio dos Correios, e a entrega das chaves da cidade para o Rei Momo, Luis Felipe Costa, a Rainha do carnaval, Érica dos Santos e as princesas Rafaela da Conceição e Ariane Rocha.


“As grandes cidades como São Paulo, Rio, Bahia e outras capitais priorizam o carnaval por ser a festa mais popular do País e a de maior apelo para o Turismo. Niterói não foge à regra”, afirma o presidente da Neltur, Paulo Novaes.

Trinta e duas escolas desfilarão na Rua da Conceição nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro. O evento é considerado o segundo maior do Estado. Nas ruas, cerca de 100 blocos desfilam em 15 bairros em todo o município.


Como no Réveillon, quando a rede hoteleira teve 100% de ocupação, a Neltur trabalha na expectativa de que o polo hoteleiro também tenha lotação máxima no Carnaval. Em pesquisa realizada em pousadas e hotéis da cidade, principalmente na Região Oceânica, a ocupação já é de 90% da capacidade.


Niterói possui aproximadamente 1.080 unidades habitacionais (quartos compartilhados) e 2.300 leitos e conta com uma rede hoteleira ampla com todos os tipos de hospedagem. Especificamente sobre hostels, Niterói conta com 6 unidades, somando 33 unidades habitacionais.


De acordo com o levantamento realizado pelos Centros de Atendimento ao Turista – CATs de Niterói, Niterói receberá turistas vindos de todas as partes do mundo e também de outros estados brasileiros. Do exterior, tem foliões da Alemanha, Chile, Bélgica, México, Coréia do Sul, Canadá, Guatemala, Rússia, Itália, Espanha, Inglaterra, Moçambique, Noruega, Portugal e Turquia.


A pesquisa feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que o Rio de Janeiro exerce o protagonismo quando o assunto é arrecadação por meio de atividades turísticas ligadas ao Carnaval. O Estado, este ano, deverá alcançar o maior volume de receita com estimativa de R$ 2,32 bilhões em arrecadação, ficando acima de São Paulo (R$ 1,95 bilhão) e Bahia (R$ 1,13 bilhão), sendo esses os três estados que mais arrecadam no Brasil, no período da folia.


O número do estado do Rio de Janeiro representa 29% do total da estimativa, que em 2020, deverá chegar a cerca de R$ 8 bilhões em todo o país. Ainda de acordo com a pesquisa, o Rio é o estado que mais arrecada, estando desde 2012 à frente no levantamento da festa de Momo, realizado pela CNC.


De acordo com dados apontados pela TurisRio, Niterói é uma das principais cidades indutoras do Turismo no Estado e por sua proximidade com o Rio recebe, pelo menos, 10% dessa demanda de turistas que chegam à cidade do Rio de janeiro, com impacto positivo também na economia de Niterói.

Para Paulo Novaes, “a importância do carnaval para a cidade não está apenas no aspecto do lazer, mas da geração de centenas de empregos e do movimento da economia local, em vários polos como o hoteleiro, gastronômico e também na área de serviços como transporte, comércio, supermercados, lojas de roupas e fantasias. É um investimento que traz retorno para setor econômico da cidade”, destaca.


O presidente da Neltur destaca que o carnaval de Niterói está sendo divulgado em vários centros de atendimento ao turista do Rio de Janeiro, no Píer Mauá na chegada de navios internacionais, nas grandes feiras turísticas nacionais e internacionais.


História 

Reconhecido como um dos "patronos" do samba brasileiro e fundador da primeira escola de samba do País, a ´Deixa Falar´, Ismael Silva nasceu em Niterói, num casarão na Rua Carlos Ermelindo Marins 34, no bairro de Jurujuba. Filho de um cozinheiro e uma lavadeira e neto de escravos, nasceu em 14 de setembro de 1905, num bairro onde até hoje se concentram pescadores e onde, segundo historiadores, no início do século, migraram muitos negros libertos com a abolição.


Sua passagem por Niterói foi rápida. Aos três anos, com a morte do pai, a família se mudou para o Estácio, conhecido reduto do samba na região central do Rio. Ali se notabilizou como artista do gênero e criou em 1928, com amigos, a pioneira escola de samba Deixa Falar, que desfilou nos anos de 1929, 1930 e 1931. Ismael Silva é autor de preciosidades da música brasileira como "Se Você Jurar" e "Antonico”.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon