Casa do Empreendedor orienta sobre como obter crédito de até R$ 21 mil

Empréstimos da AgeRio tem como objetivo impulsionar a economia de São Gonçalo

Microempreendedor solicitando informações/Foto: Divulgação
Microempreendedor solicitando informações/Foto: Divulgação

A Prefeitura de São Gonçalo deu início nesta semana, na Casa do Empreendedor, ao atendimento para microempresários interessados na linha de crédito da Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (AgeRio). "Iniciamos o atendimento e o volume de pessoas procurando informações sobre a linha de crédito tende a aumentar conforme as pessoas forem tomando conhecimento. Estamos preparados para esclarecer as dúvidas da população e tenho certeza que esse convênio chegou para beneficiar o setor econômico da nossa cidade", disse o secretário de Desenvolvimento Econômico de São Gonçalo, Marcio Picanço. Um dos gonçalenses que foi até a Casa do Empreendedor na busca por crédito foi Breno Gomes de Oliveira Souza, que vende produtos variados pela internet. "Tive conhecimento dessa linha de crédito através da imprensa. Isso pode impulsionar a empresa, pois quando o seu negócio começa a dar certo, ele fica limitado e o crescimento é mais demorado do que poderia ser com uma injeção de recursos. Essas parcerias são muito boas, pois favorecem a economia e estimulam que as pessoas se legalizem", disse o jovem empreendedor de 25 anos.

O objetivo do programa de Microcrédito Produtivo Orientado (MPO) da AgeRio é alavancar microempreendedores, disponibilizando crédito em condições vantajosas: os financiamentos vão de R$ 500 a R$ 21 mil, com prazo de pagamento de até 24 meses, carência de até 12 meses e uma taxa de juros de 0,25% ao mês (3% ao ano). Programa

O programa é oferecido para quem tem faturamento de até R$ 360 mil ao ano, para o investimento em atividades produtivas, como capital de giro, compra de mercadorias, equipamentos, obras, entre outros. Vale destacar que este crédito não pode ser utilizado para gastos pessoais nem para pagar dívidas. Para solicitar, o microempreendedor (formal ou informal) precisa estar com nome “limpo”, isto é, não pode ter apontamentos no SPC/Serasa. Além disso, é preciso ter um avalista (fiador). Orientações

Outro ponto de destaque do programa é a orientação, através da figura do agente de crédito. A ideia é auxiliar o empreendedor a crescer de forma sustentável, sem que ele fique endividado. Os interessados no crédito devem comparecer à Casa do Empreendedor, na Rua Moreira César, Centro de São Gonçalo, munidos de identidade e CPF, comprovante de residência atualizado, comprovante de conta bancária, cópia da certidão de casamento ou escritura de união estável, termo de divórcio/separação, ou certidão de óbito do cônjuge (se tiver cônjuge falecido) e cópia da identidade e do CPF do cônjuge convivente (se houver). Já o avalista deve apresentar identidade e CPF, comprovante de residência atualizado, cópia da certidão de casamento ou escritura de união estável, termo de divórcio/separação ou certidão de óbito cônjuge (se tiver cônjuge falecido) e cópia de documento de identidade e CPF do cônjuge convivente (se houver).

Serviço: Endereço: Rua Coronel Moreira César, s/n – Centro (em frente à Cedae) Telefone: 2199-6483 | 99945-1618 Atendimento: 10:00 às 16:00


MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
Banner_300x250_Homem.gif