Buscar

'Casa do Idoso' no Catarina volta aos poucos de forma remota

Os equipamentos estão entrando em contato via telefone para monitorar a rotina de cada usuário

O Centro é pioneiro na região/Foto: Divulgação

O Complexo de Assistência Social e Saúde para Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência, no Jardim Catarina, está retomando aos poucos o atendimento à população. Desde março com as atividades suspensas, em respeito às medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública em decorrência do novo Coronavírus, as equipes técnicas do local estão voltando a atuar de forma remota.


No local onde funciona o Centro Dia Para o Idoso, o Centro de Referência e o Espaço Avançado de Atendimento à Saúde do Idoso, são atendidos atualmente mais de 130 usuários, que desde a inauguração do espaço, em março de 2019, têm acesso a diversos serviços e oficinas, além de atendimentos ligados à qualidade de vida e bem-estar.

Neste primeiro momento, os equipamentos estão entrando em contato via telefone para monitorar a rotina de cada usuário. A partir desse monitoramento será feito uma avaliação entre os técnicos. A ideia é que, nesta etapa inicial de retorno aos serviços, casos mais específicos e prioritários sejam atendidos presencialmente, cumprindo com todas as normas de segurança estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


O Centro de Referência para Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência, vinculado à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência (SEMIMD), funciona como ponte de atendimento em casos de violência, violação de direitos, assistência jurídica para idosos, mulheres e pessoas com deficiência. A equipe técnica especializada formada por assistentes sociais, psicólogos e educadores sociais está entrando em contato por telefone com seus usuários para, a partir daí, definir novas formas de trabalhar. 


- Este é um momento de se reinventar e buscar novas formas de trabalho e, dentro deste ‘novo normal’, vamos construir uma nova metodologia com vistas a sempre beneficiar a nossa população - explica Marta Maria Figueiredo, secretária da SEMIMD. 


O Centro Dia para Idosos, vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Infância e Adolescência (SMDSIA), é um espaço aberto à pessoa idosa, onde ela pode realizar atividades físicas e outros atendimentos ligados à qualidade de vida e bem-estar. Entre as atividades oferecidas estão oficinas de música, alongamento, ginástica natural, zumba, dança sênior e teatro. Para dar continuidade aos serviços, visando estimular a memória e o bem-estar do idoso, bem como o entretenimento, os técnicos irão trabalhar com algumas atividades de vídeo via aplicativos online.


- Estamos buscando alternativas para criarmos atividades que todos os idosos possam participar. Nosso objetivo principal é, com essa volta de forma remota, continuar esse contato que é tão importante para os nossos usuários, buscando tomar ciência do estado psicossocial de cada um nesse período de isolamento, além de estimular a prática de exercícios físicos, garantindo cuidado a essa parcela da população - Mery Marchon, coordenadora do Centro Dia.


O Espaço Avançado de Atendimento à Saúde do Idoso, sob gestão da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), atende idosos a partir de 60 anos com serviços de geriatria, enfermagem gerontológica e fisioterapia, além de oficinas de estimulação cognitivas. Os profissionais definiram etapas para o retorno das atividades, que inclui a criação do telecuidados, instrumento para monitoramento dos idosos via telefone.


- Serão verificadas questões sociais e de saúde, bem como a respeito dos rebatimentos das questões geradas pela pandemia do Coronavírus na rotina social e de saúde dos idosos. A partir do monitoramento feito através do telecuidado iremos levantar demandas que serão discutidas em nossas reuniões de equipe - detalha Adriana Pereira Mattos, coordenadora do Espaço Avançado.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon