Centro para tratamento pós–covid-19 da Uerj é inaugurado para quem apresenta sequelas

Unidade no Rio fará atendimento aos pacientes através do Sistema Único de Saúde (SUS) e terá abrangência nacional


De Brasil de Fato


Foto: ASSECOM/RN – Elisa Elsie
Foto: ASSECOM/RN – Elisa Elsie

As pessoas que tiveram covid-19 e ficaram com sequelas agora têm uma opção terapêutica no novo Centro Multidiscipinar para Tratamento Pós –Covid-19 do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) que começa a funcionar hoje. Localizado em Vila Isabel, na zona norte do Rio, a unidade fará atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e terá abrangência nacional.

O centro também realizará pesquisas básica e clínica a respeito de temas como o impacto das vacinas, os componentes genéticos que tornam algumas pessoas mais vulneráveis ao coronavírus e à síndrome pós-covid-19.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 10% de todas as pessoas que tiveram covid-19 desenvolvam a síndrome pós-covid-19. No Brasil de hoje, esse número ultrapassa 1,6 milhão de pessoas. São indivíduos acometidos por uma diversidade de sintomas, mais de 50 já foram observados.

Ao jornal Extra, o coordenador médico do Hupe, Rui Figueiredo Filho, afirma que uma das linhas de pesquisa do centro multidisciplinar é identificar os sintomas mais comuns e se existe algum padrão que permita diagnosticar e tratar com mais eficiência a síndrome pós-covid-19.

“O centro começa com 50 atendimentos por dia, mas pretende chegar a 300. Também está no horizonte o treinamento de profissionais de saúde de outras unidades. E, caso consiga mais mão de obra, prevê também a ampliação das atividades”, diz Ronaldo Damião.



MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
Banner_300x250_Homem.gif