Ceom de SG volta a realizar atendimentos no horário normal de expediente

O Ceom fica na Rua Camilo Fernandes Moreira, em Neves

O Centro possui equipes multidisciplinares/Foto: Divulgação
O Centro possui equipes multidisciplinares/Foto: Divulgação

Desde março funcionando com horário reduzido e em regime de plantão, o Centro Especial de Orientação à Mulher (Ceom) Zuzu Angel, vinculado à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para o Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência (SEMIMD), voltou a realizar atendimentos de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.


Cumprindo as medidas estabelecidas de enfrentamento à emergência de saúde pública em decorrência do novo coronavírus, este retorno ao horário normal de expediente visa garantir maior proteção às mulheres vítimas de violência no município.  Entre os meses de março a junho deste ano o Ceom, considerado uma política pública de referência no combate à violência contra a mulher, realizou 157 atendimentos. Neste mesmo período, em 2019, foram registrados 214 atendimentos. A queda nos números não significa que os casos de violência diminuíram, mas pode estar relacionado ao isolamento social, período que pode representar perigo para muitas mulheres vítimas de violência doméstica. - Este retorno às atividades em seu horário habitual de funcionamento é de extrema importância, já que com o isolamento social o risco de conflitos familiares aumentou, o que pode acabar resultando em violência doméstica. No Ceom essas mulheres encontram acolhimento e orientação especializada, fundamentais para ajudá-las a enfrentar esse momento de sofrimento e resgatar a sua autoestima - explica Mariluce Costa de Souza, subsecretária de Políticas Públicas para a Mulher. Formado por equipes multidisciplinares, o equipamento conta com psicólogas, assistentes sociais, advogado e guarda municipal, que formam uma rede de apoio e acolhimento às mulheres que chegam ao local. Em constante articulação com as redes de proteção como o Movimento de Mulheres, Defensoria Pública, Ministério Público e delegacias especializadas. Para a secretária da Semimd, Marta Maria Figueiredo, é preciso que a vítima de agressão denuncie seu agressor. -Em situações de violência essas vítimas precisam buscar ajuda com urgência e, por isso, a nossa equipe técnica do Ceom voltou a trabalhar no horário normal, oferecendo, além do acolhimento, apoio psicológico, jurídico e assistencial às vítimas. Nosso maior objetivo é ajudá-las a romper com esse ciclo de violência - destaca Marta.

SERVIÇO O Ceom fica na Rua Camilo Fernandes Moreira, em Neves. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Whatsapp para informações: (21) 96427-0012.


MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
Banner_300x250_Homem.gif