Buscar

Coronavírus: empresas de Niterói recebem auxílio a partir de terça, 5


A Prefeitura de Niterói pagará um salário mínimo para até nove empregados por empresa

A secretária de Fazenda, Giovanna Victer, coordena as ações/Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (5), as empresas de Niterói que se inscreveram no programa Empresa Cidadã receberão o primeiro depósito em conta. A Prefeitura de Niterói pagará um salário mínimo, nos meses de maio, junho e julho, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com alvará na cidade, e que tenham até 19 funcionários. Como contrapartida, as empresas se comprometem a não reduzir seu número de funcionários até outubro.


- Espera-se, com a medida, proteger 10 mil postos de trabalho. Essa é uma estratégia inovadora para ajudar pequenas e médias empresas a superarem esse momento difícil com a pandemia de Covid-19. Niterói é a única cidade do país com um programa desse tipo, para apoiar a atividade econômica - enfatiza o prefeito Rodrigo Neves.


A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, destacou que entre as pequenas empresas já cadastradas, estão restaurantes, lanchonetes, livrarias, papelarias, salões de beleza, comércio varejista em geral, empresas de turismo, de serviços de manutenção e consultórios odontológicos, entre outras atividades. Giovanna falou também de outras medidas econômicas que foram adotadas pela Prefeitura.


- Nossa primeira medida foi o apoio aos MEIs, que receberão, por três meses, um auxílio de R$ 500. Implantamos também o Fundo Supera Niterói, no qual a Prefeitura de Niterói vai injetar R$ 150 milhões na economia da cidade por meio do Fundo de Crédito Emergencial de apoio às micros e pequenas empresas sediadas na cidade que terão direito a pegar empréstimos a juro zero em instituições financeiras credenciadas pelo município - explica.


De acordo com a secretária, os empréstimos poderão variar entre R$ 25 mil e R$ 250 mil, em uma linha de crédito de R$ 150 milhões.


- Com o Fundo Niterói Supera, a prefeitura pretende fortalecer e dar resiliência para as micro e pequenas empresas de Niterói. Pretendemos deixar as empresas vivas nesse período difícil em que muitas tiveram suas atividades prejudicadas devido ao isolamento social e pretendemos voltar, tão logo possível, às nossas atividades e o nosso crescimento - afirmou Giovanna Victer.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon