Buscar

Coronavírus: Fiscalização 'enquadra' comércio de SG e multa chega a R$ 9 mil

Ação ocorreu em diversos bairros nesta quarta, 13

Uma ação conjunta foi realizada nesta quarta-feira (13), por agentes da Prefeitura de São Gonçalo, para manter a fiscalização aos comércios que permanecem abertos mesmo com a determinação de isolamento social rígido. Até esta sexta-feira (15), a ordem é de que apenas estabelecimentos essenciais devam funcionar.


O estabelecimento que desrespeitar o decreto pode sofrer multa de até 9 mil reais.

A operação está sendo realizado em parceria entre a Subsecretaria de Fiscalização de Posturas, Vigilância Sanitária e Defesa Civil. Apenas nesta quarta-feira, os bairros Arsenal, Coelho, Colubandê, Rocha, Mutuá, Centro e Alcântara foram visitados pelas equipes. 

- Estamos alcançando o objetivo, que é reduzir a circulação de pessoas nas ruas. Vamos manter a fiscalização para garantir que apenas os comércios considerados essenciais permaneçam abertos - afirma o subsecretário de Posturas, Everson Fernandes.


Os seguintes estabelecimentos podem continuar funcionando: farmácias, hipermercados, supermercados, mercados e centros de abastecimento de alimentos, padarias, pet shops, postos de combustíveis, restaurantes e lanchonetes (os dois últimos apenas para entregas em domicílio).


Ao percorrerem os bairros, os agentes realizaram o fechamento de lojas de piscina, gráfica, auto-peças, borracharia, loja de tintas, self-service, entre outros.

- A princípio estamos fazendo a visita e recomendando que o comerciante respeite o decreto. Em caso de reincidência, podemos efetuar a multa e até a cassação do alvará de funcionamento - explica o diretor da Vigilância Sanitária, Adaly Fortunato.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon