Buscar

Coronavírus: Niterói barra entrada de táxis de outras cidades

A partir de sábado (4), cidade terá 28 pontos de restrição de circulação. Frota de ônibus intermunicipais será reduzida a 30%

A Prefeitura de Niterói inicia neste sábado (04) o plano para reduzir ainda mais a circulação de pessoas na cidade. Até 18 de abril, será proibida a entrada de táxis de municípios vizinhos e será reduzido a 30% o número de ônibus intermunicipais no Terminal Municipal João Goulart. Para que a determinação seja cumprida, serão montados bloqueios em 28 pontos de acesso a Niterói - em 7 deles haverá controle por agentes de trânsito e das forças públicas. Hoje, o movimento já está reduzido a 45%. Os caminhões de transportes de carga não sofrerão restrições para fazer entregas.


- O trânsito será totalmente bloqueado em 21 ruas e estradas vicinais da cidade que se conectam com Maricá e São Gonçalo. Nesse primeiro momento, nos 7 pontos possíveis de acesso a Niterói será feito o controle de entrada de veículos, e os táxis de outras cidades serão orientados a voltar daquele ponto, pois não poderão mais entrar na cidade a partir do sábado - explica o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier.


De acordo com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, a medida é essencial para manter o isolamento social.


- Serão duas semanas críticas de propagação do coronavírus. Precisamos diminuir a entrada de pessoas na cidade já que Niterói é a segunda cidade do Brasil com maior circulação diária, com aproximadamente 250 mil pessoas que não residem aqui”, ressalta o prefeito Rodrigo Neves. “Com esta primeira etapa do plano, vamos verificar a curva de expansão do coronavírus em Niterói e nas cidades vizinhas para eventualmente adotar as outras medidas propostas no Plano.

Bloqueios

Na Região Oceânica, a passagem de veículos com checagem será na Avenida Central. A Estrada de Itaipuaçu estará fechada. Em Pendotiba, serão 7 pontos de bloqueio, 6 deles permanentes. A passagem de veículos só será possível através da Estrada Caetano Monteiro.

Na RJ-104, o ponto de checagem ficará junto ao trevo de Santa Bárbara.


A Zona Norte terá 12 pontos de bloqueio, dois com passagem controlada e 10 com fechamento total. A passagem de veículos nessa região só será permitida no viaduto do Barreto e Dr. March. As ruas Dr. Câmara Coutinho, João Batista, Sá Pinto e Travessa Loureiro Cintra estarão bloqueadas. Os 2 acessos de Venda da Cruz, a Rua da Cruz e as Ruas Capitão Geraldo de Oliveira, Cel. Amarantes e Major Goudin estarão fechadas.


Na área do Centro, haverá 6 pontos de bloqueio, sendo dois com checagem de guardas municipais e quatro com bloqueio total. Nessa região haverá um ponto de checagem na Avenida Feliciano Sodré, junto à Praça Renascença, e na alça de descida da Ponte Rio-Niterói para a Alameda São Boaventura. Não será possível acessar a Avenida Jansem de Melo para quem vem da Ponte, pois a rampa de descida estará bloqueada.

Novas rotas

Para evitar que moradores da Ilha da Conceição tenham que passar pelos pontos de bloqueio, a Rua Benjamin Constant passará a funcionar em mão dupla entre o viaduto do Santana e o Ponto Cem Réis e a pista da Feliciano Sodré será invertida no sentido Alameda também no Ponto Cem Réis.


Os ônibus com destino à Alameda seguirão pelas ruas Marechal Deodoro e São Sebastião. Os ônibus com destino à Estrada do Contorno, seguirão pela Marechal Deodoro e Jansem de Melo.


Todos os pontos de bloqueio serão devidamente sinalizados. Nos locais de fechamento total serão usados blocos de concreto para impedir a passagem de veículos. A operação dos pontos de bloqueio vai envolver um efetivo de 200 agentes da NitTrans e da Guarda Municipal.

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon