Buscar

Coronavírus: Niterói terá renda básica emergencial para 35 mil famílias

Projeto de lei para mitigar efeitos econômicos foi aprovado na Câmara de Vereadores e oferecerá R$ 500 por três meses

Prefeito Rodrigo Neves/Foto: Divulgação

O prefeito Rodrigo Neves anunciou que a Prefeitura de Niterói dará auxílio de R$ 500 por três meses a cerca de 35 mil famílias incluídas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal em Niterói.


O projeto de lei que que permite a transferência de renda foi aprovado nesta terça-feira (31) pela Câmara de Vereadores por unanimidade. A expectativa é beneficiar todas as famílias niteroienses com renda per capita de meio salário mínimo ou renda familiar de até três salários mínimos mensais.


Também foi aprovado o projeto de Lei que cria o Fundo Emergencial de Crédito para pequenas e médias empresas de Niterói. Serão R$ 150 milhões para capital de giro por meio de parceria com o setor financeiro. A Prefeitura fica responsável pelo pagamento dos juros. Os empréstimos, de R$ 50 mil a R$ 200 mil, terão carência de até seis meses prazo de pagamento de até 36 meses.


- Agradeço ao Legislativo, que aprovou por unanimidade as propostas que enviamos. Os próximos dias e três semanas serão dramáticos para o Brasil na guerra contra o coronavírus. Niterói antecipou medidas com abordagem técnica, levando em conta a ciência e experiências internacionais exitosas. Confiem nas ações de nosso Plano e perseverem no isolamento social - disse o prefeito.


A Prefeitura de Niterói atualizou os dados sobre o avanço do coronavírus na cidade: nesta terça-feira (31), Niterói contabiliza 57 casos confirmados. Destes, 21 estão em isolamento domiciliar, 15 hospitalizados, sendo 11 em UTIs, um morto e 20 casos recuperados.

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon