Covid, biscoito, refresco ralo e arroz com bicho: é o que o estudante gonçalense tem pra hoje

Ação de fiscalização do vereador Romario Regis gerou (PCdoB) um relatório que será entregue na Secretaria de Educação


Por Cláudio Figueiras

Colégio Estephânia de Carvalho tem quatro casos de covid/Foto: Divulgação
Colégio Estephânia de Carvalho tem quatro casos de covid/Foto: Divulgação

O vereador Romario Regis (PCdoB) tirou a segunda (19) para percorrer quatro escolas em São Gonçalo que reabriram, de modo híbrido, no último dia 12 após o "feriado sanitário". E o que o parlamentar viu não foi nada bom para o governo Nelson Ruas (PL), que apostou tudo no protocolo sanitário criado pela Secretaria de Educação (Semed) para autorizar o que seria um retorno seguro das aulas presenciais no município, na pior fase da pandemia de covid-19.


O que se viu no tour de fiscalização foi biscoito e refresco ralo servidos como merenda e alimentos da dispensa impróprios para consumo humano. Há funcionários de limpeza e inspetores insuficientes nas unidades escolares.


O caso mais grave foi encontrado no Colégio Estephânia de Carvalho, em Laranjal. Há quatro casos de covid-19 entre profissionais da Educação confirmados. A escola continua aberta, quando já era pra estar lacrada e em quarentena de 14 dias se seguisse as recomendações do protocolo de segurança sanitária da Semed. Desses quatro trabalhadores, um está internado.


Nas escolas Mentor Couto (Califórnia) e Paulo Reglus Neves Freire (Mutuá), a combinação mais popular da mesa do brasileiro está imprópria para o consumo: feijão fora da validade (Mentor Couto) e arroz com bicho (Paulo Freire). Na mesma escola, fubá também bichado. No Castello Branco, o fogão tá pifado. E tome refresco de caju e biscoito!


- Ontem foi um dia intenso por conta das fiscalizações nas Escolas Municipais. Só queria deixar registrado uma coisa: Não vou entrar filmando ou forçando a barra em nenhuma escola para expor diretor ou profissional comissionado. Meus problemas não são resolvidos com os profissionais da unidade. Meu problema é com a gestão acima das escolas que, na minha humilde opinião, não executa um trabalho eficiente - disse em seu Facebook, Romario Regis.

Após a fiscalização realizada ontem foi gerado um relatório que será entregue na Secretaria de Educação e à Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, presidida pelo parlamentar governista e entusiasta do retorno das aulas durante a pandemia, Felipe Guarany (PRTB).


Entidades representativas dos trabalhadores da Educação, como o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE) e os vereadores da oposição, Prof. Josemar (PSOL) e Priscilla Canedo (PT), são contra o retorno das aulas antes da vacinação da comunidade escolar.





MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
GRÁFICA_RS_2.jpg

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.