Buscar

'Criança Feliz' participa de capacitação com a Cruz Vermelha

Foi realizado curso de Primeiros Socorros

A equipe de visitadores do Programa Criança Feliz (PCF) participou, nesta segunda-feira (17), de um curso de Primeiros Socorros com a Cruz Vermelha, no Centro Cultural Joaquim Lavoura. A iniciativa foi da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), em parceria com o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS-SG), e teve como objetivo ensinar técnicas básicas de primeiros socorros para os profissionais que realizam visitas domiciliares às famílias inseridas no programa do Governo Federal, vinculado à SMDS, que promove o desenvolvimento humano a partir do apoio e acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância, além de facilitar o acesso da gestante e de sua família às políticas e aos serviços públicos de suas necessidades.

Durante a aula, que contou com atividades interativas, os profissionais adquiriram habilidades para agirem com precisão, velocidade, eficiência e segurança necessárias de acordo com as necessidades de cada caso.


- Como a estratégia de atuação do PCF é a visita domiciliar, identificamos na atuação dos visitadores a necessidade do conhecimento básico de primeiros socorros para uma reação adequada diante de situações de emergência, tais como engasgos, hemorragias, ferimentos por arma de fogo, entre outros - explica Carla Seixas, coordenadora do Criança Feliz em São Gonçalo.


Os profissionais atualmente visitam cerca de 300 famílias dos bairros Alcântara, Arsenal, Boa Vista, Colubandê, Guaxindiba, Engenho Pequeno, Itaoca, Jardim Catarina, Jóquei, Neves, Luiz Caçador, Nova Cidade, Sacramento, Vista Alegre e Venda da Cruz.

- Por atenderem crianças e gestantes, é de grande importância que os nossos visitadores que atuam em 16 bairros de São Gonçalo, tenham noções de primeiros socorros para que possam intervir caso aconteça alguma situação de emergência durante as visitas. Quero agradecer ao CMAS-SG e à Cruz Vermelha pela parceria na realização dessa capacitação - afirma Luciana de Souza Alves, secretária de Desenvolvimento Social.


Os usuários do Criança Feliz são selecionados a partir de uma busca ativa realizada pelas equipes de visitadores em postos de saúde, escolas, centros de referência e pastorais da criança. Quem quiser ter acesso ao serviço pode procurar o Centro de Referência e Assistência Social (Cras) mais próximo de sua residência.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon