Depois da bagunça e caos instalados, Prefeitura revê plano de vacinação em São Gonçalo

Parlamentares protocolam denúncia no Ministério Público contra a Secretaria de Saúde


Por Rodrigo Melo

Prof. Josemar e Romario Regis apresentam denúncia em frente à sede do MP/Foto: Reprodução Facebook
Prof. Josemar e Romario Regis apresentam denúncia em frente à sede do MP/Foto: Reprodução Facebook

A Prefeitura de São Gonçalo anunciou nesta segunda (8) que reviu os critérios de vacinação contra a Covid-19 na cidade. Agora, apenas trabalhadores da área da saúde, de vínculo comprovado com o município, terão direito ao imunizante, além dos idosos acima de 90 anos nesta primeira fase.


A mudança se dá após a péssima repercussão do acesso geral e irrestrito de profissionais de cidades vizinhas às vacinas disponíveis nos polos e postos de saúde do município. A correria foi tão grande para ter acesso ao imunizante, que gerou, inclusive, aglomeração devidamente registrada pelas câmeras da TV Globo.


O bundalelê fez o secretário de Saúde, André Vargas, balançar no cargo após bombardeio de tudo quanto é lado contra o ainda titular da Pasta, desde Ministério Público, passando por políticos de oposição até aliados do prefeito Nelson Ruas, agora filiado ao PL.


O secretário de Saúde do Estado do Rio, Carlos Carvalho, também se manifestou contra o pitoresco critério gonçalense de não priorizar sua população na vacinação, já que os lotes distribuídos pelo SUS levam em consideração a proporção demográfica dos municípios.


Vargas chegou a dizer, na quinta (4), já com a bagunça e o caos instalados, que nada poderia fazer contra a "invasão forasteira" a São Gonçalo. A declaração pegou muito mal e gerou indignação popular nas redes sociais e uma denúncia protocolada na tarde de hoje junto ao Ministério Público contra a Secretaria Municipal de Saúde pelos vereadores Prof. Josemar (PSOL) e Romario Regis (PCdoB).


- É inadmissível a forma como foi conduzido o processo de vacinação, sem apresentar até agora nenhum plano formal e propiciando a desordem quando não exigiu comprovação de residência ou vínculo de trabalho na cidade - afirmou Prof. Josemar, em frente à sede do MP no bairro Santa Catarina.


Romario Regis lamenta que São Gonçalo novamente seja vista como o "patinho feio" da Região Metropolitana:


- São Gonçalo virou o patinho feio da vacinação da Região Metropolitana. Diante dessa tragédia, temos uma oportunidade de estabelecer as regras do jogo da vacinação para não passar essa vergonha nacional.


Retomada da vacinação

A nova rodada de vacinação com os novos critérios está prevista para ter início na quarta-feira (10), caso se confirme a entrega da remessa de vacinas nesta terça-feira prometida pelo Ministério da Saúde.


MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
Banner_300x250_Homem.gif