Buscar

Economia, Epidemia e guerras biológicas, por Rafael Abreu


Atualmente nos principais telejornais do país, só falam do Coronavírus. Um vírus respiratório, que se propaga pelo ar e ataca as vias aéreas e nos casos mais graves os brônquios e os pulmões.


O que se sabe até agora sobre essa doença é que ela surgiu na China e que rapidamente se eepalhou.


Mas por que tanto alarde, tanto sensacionalismo, tanto pânico?


Veja bem, não estou dizendo que esse vírus não existe e muito menos que não é preciso tomar alguns cuidados contra a proliferação dessa nova doença.


Mas existe um fato curioso, que vale a pena salientar: vocês já perceberam que a todo momento, os principais especialistas e analistas dos principais telejornais, enfatizam a todo momento e fazem comparações com a Sars?


A Sars, ou Síndrome Respiratória Aguda Grave, surgiu em Novembro de 2002, coincidentemente quando as economias asiáticas ainda estavam lutando para se recuperar da crise financeira que atingiu a região em 1997.


Coincidentemente, o Coronavírus aparece em um momento de forte crescimento econômico chinês. A expectativa dos especialistas do mercado econômico, era de que a China se tornaria a principal economia mundial até 2030.

Existem várias formas de você arrasar a desestabilizar a economia de um nação. Você pode utilizar disparos e impulsionamento em massa de fake news através das redes sociais, pode realizar ou motivar uma guerra civil ou religiosa. 


Ou pode causar o pânico e o caos com uma epidemia, que rapidamente se torna uma pandemia, exigindo assim o isolamento de um determinado povo e país.


Agindo assim, eles criam um pré-conceito do povo, que passa a boicotar tudo que seja oriundo desse país. Criando na população repulsa, nojo e racismo.


Aqui em nosso país não houve nenhum caso confirmado da doença, mas eu vejo o povo super preocupado e em pânico com esse novo vírus mortal do momento.


Já tivemos a onda do Ebóla, da gripe suína, gripe aviária, H1N1 e agora o Coronavírus.

Um detalhe curioso é que essas epidemias, sempre vieram acompanhadas de sucessivas crises econômicas do sistema Capitalista, que agoniza e esperneia, mas demonstra a todo momento que os seus dias estão contados.


As guerras químicas e biológicas não são nenhuma novidade e já foram utilizadas na segunda guerra mundial.


Esse aviãozinho que passa na sua cidade soltando aquela fumacinha branca em cima de vocês, não é uma exibição solitária da esquadrilha da fumaça.


Aquilo é veneno, vírus e bactérias jogadas no ar, para te envenenar e te deixar cada vez mais dependente da indústria da "Saúde". 


A Saúde em países Capitalistas, são um mercado. Um mercado bem lucrativo diga-se de passagem.


Se não fosse isso, o que justificaria a Bayer, uma gigante da indústria farmacêutica alemã, comprar a Monsanto, uma empresa de fertilizantes e agrotóxicos. Criadora de uma substância altamente cancerígena, o Glifosato. Que recebeu um nome de mercado até bacana, chama-se Round-UP, substância que é a grande responsável por diversos tipos de câncer e doenças em trabalhadores e moradores de zonas rurais.


A Monsanto tem diversas ações bilionárias na justiça, o que justifica a compra da Monsanto, pela Bayer.


Para mim está muito claro... primeiro eles te vendem um câncer e outras doenças a médio prazo, através da nossa alimentação, da nossa água e do nosso ar. Para depois te vender uma cura ou para amenizar a sua dor a longo prazo. 


Eles te tratam como um cliente e não como um paciente.


A Saúde necessita ser pública, gratuita e universal. Infelizmente isso só é possível e se torna realidade, em países de cunho socialistas.


Eu sou Rafael Abreu, colunista Daki.

Rafael Abreu faz análises de conjuntura politica nacional às quartas no Jornal Daki.



MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon