Buscar

Em casa, por Fábio Rodrigo


De https://edmarxavier.wordpress.com/2011/06/25/o-labirinto/

Ele acordou cedo como de costume. Sua esposa, ao lado, ainda dormia. Não havia necessidade de interromper o sono dela, pois não era dia de trabalho. Pôs os pés para fora da cama e vestiu seu robe de chambre. Saiu do seu quarto e, quando abriu a porta do banheiro, percebeu que estava no quarto de seus filhos. Achou estranho. “Que cabeça a minha!!! Entrei no lugar errado.” Saiu de mansinho para não acordá-los e fechou a porta em silêncio. No corredor, viu que só havia duas portas: a do seu quarto e a do quarto dos filhos. Ficou sem entender absolutamente nada. O jeito era descer as escadas em direção à cozinha. Precisava preparar o café da manhã. Desceu os dois lances de escada e estava dentro do banheiro. Como pode? Tinha certeza que o seu banheiro era no segundo andar. Retornou os lances de escada e, pra sua surpresa, estava na cozinha. Confuso, olhou para um lado e para o outro. Tinha duas saídas: uma porta que levava à área de serviço e outra que ligava o corredor até a sala. Tentou ir para a sala, achando que assim encontraria o caminho até o quarto, onde recomeçaria todo o seu trajeto. No entanto, ao passar pela porta da cozinha, pisou na garagem. “Meu Deus!!! Estou perdido na minha própria casa!!!”. Voltou desesperado até a cozinha. Chegando lá, não era. Era o quarto de ferramentas. Ao sair, outro choque. Estava agora no terraço. Tentou descer e não encontrava a saída. Só havia a porta do sótão. Entrou e caiu dentro de seu quarto. Sua esposa ainda estava deitada em sono profundo. Achou melhor voltar a dormir. Esse era o único jeito de não se perder novamente.

Fábio Rodrigo Gomes da Costa é professor e mestre em Estudos Linguísticos.






MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon