Buscar

Encontro debate educação inclusiva no IFRJ


“Uma Escola Para Todos. Educação Inclusiva em Debate” foi o tema do encontro promovido nesta sexta-feira (30) no Instituto Federal do Rio de Janeiro, em Neves, São Gonçalo, com a participação da subsecretária de Ações Pedagógicas, Gisele Herdy Dutra, e da subsecretária de Educação Infantil e Inclusão, Tatiana Félix, da Secretaria Municipal de Educação (Semed).


Durante o  encontro, Tatiana Félix, ministrou palestra sobre o tema “Dificuldades e Avanços no Cotidiano Escolar por uma Educação Inclusiva” e  traçou um panorama da Secretaria Municipal de Educação de São Gonçalo, apresentando a infraestrutura da Semed com número de unidades e quantitativo de matrículas por cada segmento. Falou ainda sobre as normas para o atendimento educacional especializado, segundo o Conselho Municipal de Educação.

A subsecretária Gisele Herdy Dutra falou sobre “A Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente” e começou explicando que a rede de proteção existe devido à necessidade. “Quando a gente fala de proteção, a gente está falando de uma rede que foi construída por conta de uma necessidade. Se não tivesse crianças excluídas da escola, não precisaria de uma rede de inclusão. Se não tivesse crianças violentadas, não precisaria de uma rede de proteção. Mas existe uma coisa chamada violência, que é um fator humano e social. Se a sociedade dependendo dos seus valores, das estratégias que ela constrói, dependendo das políticas que são tratadas, se ela se constitui de uma forma melhor, socialmente falando, ela é menos violenta. Ao contrário, se ela produz maior desigualdade social, ela necessariamente acaba sendo um pouco mais violenta”, explicou Gisele.


O encontro contou ainda com a participação da pedagoga Ana Beja, que falou sobre “A Prática Pedagógica no Contexto da Inclusão: Desafios e Possibilidades”.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon