Buscar

IJCA e Secretaria de Educação de SG criam programa de formação profissional para jovens e adultos

Os alunos serão matriculados pela Semed na Escola Municipal Stephânia de Carvalho, no turno vespertino

O Instituto Jelson da Costa Antunes (IJCA), organização sem fins lucrativos, e a Secretaria Municipal de Educação de São Gonçalo (Semed) promovem, em 2020, um programa que oferta qualificação profissional concomitante ao ensino fundamental para alunos de 18 a 29 anos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O objetivo é proporcionar aos alunos um conjunto de conhecimentos que lhes permita participar de forma efetiva dos espaços econômicos, políticos e sociais. A iniciativa pretende, através da compreensão dos fundamentos técnico-científicos dos processos produtivos, ajudar os estudantes a relacionar a teoria do ensino com a prática profissional. O projeto começa em fevereiro, no início do ano letivo.

Os alunos serão matriculados pela Semed na Escola Municipal Stephânia de Carvalho, no turno vespertino. É a primeira vez que o município oferece formação de jovens e adultos nesse horário. Além disso, o programa acontecerá durante dois anos, ou seja, quatro ciclos de formação. Já a qualificação profissional dos alunos ficará a cargo do instituto JCA, que oferecerá, no primeiro ano, atividades de sensibilização sobre formação profissional e realizará aproximação entre os alunos e a instituição. No segundo ano, o instituto vai capacitar, gratuitamente, os estudantes no projeto Oficina do Ensino, com formação em Elétrica e Refrigeração.


- Estamos ampliando uma parceira bem-sucedida de quatro anos com a Semed com um projeto muito importante, que é a Educação de Jovens e Adultos. O IJCA segue em seu esforço de proporcionar oportunidades e fomentar a capacidade de escolha dos estudantes, contribuindo para seu futuro profissional - destaca Maysa Gil, coordenadora executiva do IJCA que reforça:

- É preciso motivar o jovem e o adulto a concluírem os estudos e se prepararem para o futuro. Essa visão pode mudar o cenário atual, com muitos alunos abandonando a escola para ingressar no mercado de trabalho.


- São muitos os motivos que fizeram estes jovens e adultos não concluírem seus estudos. A maioria passa pela questão da necessidade de trabalho. Na nossa sociedade, o trabalho é algo muito maior que somente ter renda para sobreviver. São valores, sonhos, projetos e, sobretudo, realização envolvidos. A EJA Profissionalizante vai muito além de oferecer somente uma oportunidade de emprego num mundo globalizado, pois resgata a possibilidade de sonhar e se capacitar para viver os desafios atuais da vida em sociedade - relata Júlio Vidal, coordenador de Projetos da Semed que continnua:


- A urgência de apresentarmos caminhos para cerca de 300 mil habitantes que ainda não concluíram o Ensino Fundamental em São Gonçalo torna este projeto prioridade de instituições como o IJCA, que contribui com políticas públicas com base nas necessidades e prioridades da região em que está inserido.

Em 15 anos, o Instituto JCA já impactou positivamente as vidas de 3000 jovens com origem popular. Os principais programas permanentes do instituto são o Fortalecendo Trajetórias e o Oficina do Ensino, que também contam com a parceria do Semed. O primeiro tem como objetivo dar aos jovens, com idades entre 13 e 18 anos, a oportunidade de uma boa formação no ensino médio, como forma de capacitá-los a ingressar e cursar boas faculdades, com valores fortes e autonomia intelectual para a construção de belas trajetórias de vida. Já o Oficina do Ensino atua na qualificação profissional para gerar oportunidades para jovens, entre 18 e 29 anos, no desenvolvimento de competências para o trabalho e ampliação das oportunidades de inserção profissional digna.

Com apoio da Semed, o Movimento TAMOJUNTO mobiliza, anualmente, mais de 2 mil jovens, a partir da identificação de oportunidades na transição do ensino fundamental para o ensino médio, buscando provocar e fomentar ações que qualifiquem a educação em seus territórios. Em 2019, o movimento realizou no campus da UERJ, em São Gonçalo, o I Seminário Intersetorial para Valorização da Educação Pública, com as participações de 300 profissionais.


IJCA

O IJCA é um investimento social familiar, fundado em 2004, que leva o nome de seu fundador, um importante empresário do setor de transportes. Uma organização que acredita na educação como instrumento para a transformação social por meio da emancipação de jovens. Em 15 anos, o instituto impactou positivamente as vidas de 3000 jovens com origem popular, a partir do investimento no protagonismo e do estímulo à criação para a concretização de sonhos e projetos.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon