Buscar

Música para aliviar a ansiedade em São Gonçalo

Projeto reúne mais de 50 pessoas na Clínica Gonçalense, no Alcântara

Foto: Divulgação

O Brasil é o país com a maior taxa de ansiedade do mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), chegando a mais de 18 milhões de pessoas. Em São Gonçalo, pensando estratégias de cuidado e acolhimento a essas pessoas, toda segunda-feira, equipes do Núcleo de Saúde da Família (NASF) da Clínica Municipal Gonçalense, no Alcântara, reúnem o grupo de manejo da ansiedade. Como fruto dos encontros, nasceu o Vozes da Alegria, coral formado pelos integrantes, que se apresentou na tarde desta segunda-feira (9) na unidade.

O grupo, formado hoje por mais de 50 pessoas, funciona como projeto terapêutico incluindo rodas de conversa, trabalhos manuais e musicoterapia. O trabalho é realizado junto ao NASF que possui uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeuta, fonoaudióloga, educador físico, nutricionista, psicólogo, assistente social e terapeuta ocupacional.

- A ansiedade afeta a vida de muitas pessoas e por determinados fatores, inclusive pequenas preocupações do dia a dia. Esse grupo tem reunido pessoas que desejam uma integração junto a comunidade e a cada encontro a equipe se dedica a desenvolver esse projeto terapêutico - disse Nadia Vieira, assistente social da equipe.

"Deixe que esse canto lave o pranto do mundo", essa foi uma das frases cantadas pelo coral, que faz parte da música A Paz. A canção foi utilizada em um dos encontros das segundas-feiras, pelo psicólogo José Renato.

- O grupo tem uma proposta educativa. Falamos sobre saúde mental, depressão, síndrome do pânico, e a medida que vamos refletindo estamos promovendo saúde. Através do coral trabalhamos autoestima, censo de pertencimento e a saúde mental de cada um deles - destacou o psicólogo do grupo.

E foi através de uma ideia da cantora e bacharel em Letras, Marcia Heloisa da Silva Ninho, de 71 anos, integrante do grupo de ansiedade há um ano, que a proposta do Coral ganhou corpo.

- Montamos esse coral com muito amor e simplicidade. A música pode levar uma pessoa a querer levantar da cama, e hoje podemos comprovar isso com o coral. A música muda a vida das pessoas - afirmou a regente, chamada de professora pelos colegas de grupo.

A prova do poder da arte no cuidado e promoção de saúde é a aposentada Neuzeli Neves, de 53 anos. Integrante do grupo de manejo de ansiedade há um ano e meio, a moradora do Mutondo chegou a Clínica em busca de uma consulta com psicólogos após iniciar um tratamento contra o câncer de mama.

- Eu fui muito bem acolhida aqui na Clínica. Fui atendida pelo José Renato e ele me chamou para participar do coral. O tratamento do meu câncer foi muito agressivo e difícil, fez com que eu me desestabilizasse emocionalmente, e através do grupo consegui meu equilíbrio. Hoje somos verdadeiramente uma família - ressaltou.

O grupo de manejo da ansiedade é aberto a todos os públicos, gratuito e acontece toda segunda-feira, a partir das 14h, na Clínica Municipal Gonçalense. Não é necessário agendar a participação. Basta comparecer ao local no horário indicado.

SERVIÇO Clínica Municipal Gonçalense R. Dr. Alfredo Backer, 358 - Alcântara, São Gonçalo


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon