Buscar

Mais de 18 mil eleitores escolheram os novos conselheiros tutelares de SG

Participação foi a maior dos últimos anos

CIUG, no Gradim, foi um dos sete centros de votação/Foto: Jornal Daki

Mais de 18 mil eleitores foram às urnas em São Gonçalo, neste domingo (6), para participar das votações para o Conselho Tutelar. Foram disponibilizadas 171 urnas eletrônicas entre os sete polos eleitorais do município, que começaram a ser apuradas às 18h30, na Escola Municipal Castelo Branco, no Boaçu, sob a fiscalização do Ministério Público e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA-SG).


Foram eleitos 30 conselheiros, sendo 15 titulares e 15 suplentes, para o mandato 2020/2023. A listagem oficial com os nomes será publicada em Diário Oficial.


- Ficamos surpresos com a grande adesão de eleitores. A eleição para conselheiros tutelares é uma etapa fundamental na luta pelo Direito da Criança e do Adolescente. Desejo que os candidatos eleitos desenvolvam um trabalho com transparência e comprometimento e que possam fazer a diferença na vida de uma família de forma digna, respeitosa e legalista - afirma Haroldo Granja, presidente do CMDCA-SG.

Este foi o segundo ano de eleições unificadas, onde todos os municípios do Brasil realizaram o processo com os mesmos procedimentos, ampliando a forma democrática e transparente da eleição. A Promotora Titular da 2ª Promotoria da Infância e Juventude de São Gonçalo, Danielle Silva de Carvalho, acompanhou todo o processo de apuração.


- Todo o processo foi fiscalizado pelas promotoras de infância e juventude do município. Estamos cumprindo o que a Lei determina, garantindo assim a lisura do procedimento - explica Danielle.


Morador do Gradim, o funcionário público Sandro Ribeiro votou no CIUG e destacou a importância do papel do conselheiro tutelar no município.


- Faço questão de votar todos os anos em que são realizadas as eleições para conselheiro tutelar. É importante que saibamos eleger um candidato que seja qualificado e que vá trabalhar seriamente em prol das nossas crianças em situação de vulnerabilidade - destaca Sandro.


São Gonçalo conta com três unidades do conselho, que fazem parte do Sistema de Garantia dos Direitos à Criança e ao Adolescente, nos bairros Centro, Trindade e Raul Veiga. O órgão conta com uma equipe interdisciplinar composta por assistentes sociais, psicólogos e pedagogos que atuam na fiscalização, aperfeiçoamento e ampliação dos direitos dos jovens em risco e em situações de violência ou negligência. Os conselheiros acompanham essa parcela da população e decidem em conjunto sobre qual medida de proteção poderá ser aplicada para cada caso.


- A nossa sensação é a de missão cumprida. A Secretaria de Desenvolvimento Social foi colaboradora do CMDCA na organização e na logística para a realização das eleições. Queremos agradecer a todos os voluntários das secretarias de Saúde e Educação que se juntaram a nós nesse momento importante e foram fundamentais durante todo o dia de votação - afirma a secretária da pasta, Luciana de Souza Alves.     


Veja a lista dos eleitos:


1 - Camila Bezzoco - 1375 votos 2 - Yara Cristina - 791 votos 3 - Marcio André Ribeiro-759 votos 4 - Juliana Silva Mendonça- 741 votos 5 - Normandi dos Santos - 724 votos 6 - Gisele Silva - 651 votos 7 - Alan Jorge Rodrigues - 640 votos 8 - Walciney dos Santos - 626votos 9 - Priscila Martins - 596 votos 10 - Viviane de Almeida - 584 votos 11 - Silva Regina - 553 votos 12 - Ana Caroline - 512 votos 13 - Sílvio Henrique- 506 votos 14- Gisele Corrêa - 472 votos 15- Elite Ribeiro - 459 votos


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon