Buscar

Mais duas unidades de saúde de SG terão horário de atendimento estendido

16 Unidades de Saúde da Família funcionarão até às 20h e outras até às 22h

Foto: Divulgação

Mais duas importantes unidades de saúde de São Gonçalo foram incluídas no programa “Saúde na Hora”. A partir desta terça-feira (20), a Clínica da Família Drº Zerbini, no Arsenal, passa a atender a população até às 22 horas, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 8 às 13 horas. Já na quarta-feira (21), a Unidade de Saúde da Família Luiz Paulo Guimarães, no bairro Laranjal, passa a ter o horário de atendimento estendido até às 20 horas, de segunda a sexta-feira.   De acordo com a Secretaria de Saúde, além do horário convencional, de 7h às 17h, 16 Unidades de Saúde da Família funcionarão até às 20h e outras até às 22h, de segunda a sexta-feira, e até às 13h, aos sábados. A iniciativa está permitindo o acesso da população a consultas e exames de rotina a partir de horários flexíveis de atendimento. O projeto inicial foi lançado no mês passado, na Clínica da Família do Mutondo (em frente ao 7º BPM). No local, além das consultas médicas e de enfermagem, a população conta com serviços odontológicos, vacinas, pré-natal, planejamento familiar, puericultura, acompanhamento do Bolsa Família, testes rápidos (HIV, sífilis, hepatite B e C, gravidez e pezinho), coleta de exames e de preventivo, curativos, nebulização, dispensação de medicamentos, raio x, ultrassonografia e academia da saúde.  

Mentora do projeto junto ao Ministério da Saúde, a subsecretária de Atenção Básica de São Gonçalo, Maria Auxiliadora Rodrigues, garante que cerca de 200 mil pessoas serão beneficiadas pelo programa. - Agora mais pessoas terão acesso aos nossos serviços. Antes, muitos cidadãos não conseguiam acessar os serviços de saúde da Atenção Primária porque saíam de casa para trabalhar muito cedo e as unidades de saúde ainda não tinham aberto. Na volta do trabalho, as unidades de saúde já estavam fechadas. Então, a única opção era procurar os serviços de urgência e emergência, como UPAs ou hospitais, mesmo para tratar problemas menos graves, o que sobrecarrega a rede hospitalar - explica.  Cada equipe de Saúde da Família que atua nessas unidades é formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde, além de profissionais de saúde bucal, como cirurgiões dentistas e técnicos de odontologia. "Todos terão acesso, independente de cadastro, aos serviços ofertados nessas unidades de saúde da Atenção Primária – principal porta de entrada ao SUS e onde é possível solucionar até 80% dos problemas de saúde do cidadão", garantiu Maria Auxiliadora.  Além da Clínica do Mutondo, o projeto "Saúde na Hora" está sendo implantado nas Unidades de Saúde da Família Ana Nery, Gradim; Juarez Antunes, Laranjal; Tancredo Neves, Luiz Caçador; Alberto Constantino Farah, Mutuapira; Wally Figueira da Silva, Rocha; Alexandre Fleming, Boaçu; Manoel de Abreu, Eliane; Emílio Ribas, Barracão; Jardim Catarina, Doutel de Andrade, Maria Paula; Floriano Barbosa, Jardim Catarina I e Portão do Rosa. As unidades selecionadas irão abrigar 60 equipes do Programa Saúde da Família. 


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon