Buscar

Maricá 'dribla' pandemia e cria 175 postos de trabalho em outubro

Município obteve um dos melhores resultados no país

Economia foi beneficiada por ações do governo contra a pandemia/Foto: Clarildo Menezes

Os programas de suporte à economia como o Renda Básica de Cidadania (RBC), o Programa de Amparo ao Trabalhador (PAT) e o Programa de Amparo ao Emprego (PAE), têm sido fundamentais para equilibrar a economia nestes tempos de pandemia da Covid-19.


Segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo CAGED) do Ministério da Economia referentes ao mês de outubro, Maricá obteve um saldo mensal de 175 novos empregos por carteira assinada, resultado de 601 admissões e 426 desligamentos. Com isso, mais uma vez a cidade conquista o topo da tabela entre os municípios do Estado do Rio de Janeiro com mais de 150 mil habitantes, que mais geraram empregos.


- Conseguimos amenizar os impactos da crise com os programas emergenciais, o que garantiu ao município gerar mais empregos do que demissões ao longo desse período. Aproveitando ainda o período de fim de ano e das festividades, acreditamos que teremos um saldo favorável na geração de empregos, garantindo que mais maricaenses tenham acesso ao mercado de trabalho, gere renda e tenha melhor qualidade de vida - afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Comércio, Indústria, Petróleo e Portos, Magnun Amado.


Em relação ao estoque total, Maricá encerra o mês com 18.856 vagas de empregos celetistas, obtendo uma variação de 0,9% em relação ao mês anterior. Já sobre o saldo acumulado desde janeiro, Maricá obteve o segundo melhor resultado dentre os municípios fluminenses com saldo de 668 vagas de empregos celetistas. Isso representa um crescimento de 3,7% em relação ao estoque total em 1º de janeiro de 2020. O município ficou atrás somente de São Francisco de Itabapoana, que possui pouco mais de 42 mil habitantes e um estoque de aproximadamente três mil vagas de empregos por carteira assinada.


O estado do Rio de Janeiro também obteve um saldo positivo em outubro. Com 16.271 vagas criadas por carteira assinada, este resultado é considerado o maior de 2020 e o segundo saldo mensal positivo, indicando uma recuperação. Porém, no acumulado de janeiro a outubro, o estado tem uma perda de quase -166 mil vagas de empregos celetistas, o que representa uma variação de -5,1% em relação ao estoque total registrado em 1º de janeiro de 2020.


Também o conjunto do país obteve saldo positivo, de 394.989 mil vagas de empregos por carteira assinada no mês de outubro, sendo o maior resultado mensal no ano. Após quatro meses de saldos positivos crescentes, o estoque de empregos celetistas brasileiro está voltando a patamares anteriores à pandemia de Covid-19. No acumulado de janeiro a outubro, o saldo é de -171 mil vagas, sendo uma variação de apenas -0,4% em relação ao estoque de empregos em 1º de janeiro de 2020.

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon