Buscar

Maricá levanta barreiras sanitárias durante o feriado

Serão montadas nove barreiras sanitárias a partir das 15h do dia 30 de abril em diversos pontos de entrada da cidade

Foto: Divulgação

Maricá estará fechada durante o feriado prolongado do Dia do Trabalho para os turistas. Somente moradores e quem trabalha na cidade terão acesso aos bairros. A medida decretada pelo prefeito Fabiano Horta visa conter o avanço do coronavirus no município e manter a curva de casos registrada na cidade com o comportamento atual.


Serão montadas nove barreiras sanitárias a partir das 15h do dia 30 de abril até às 18h do dia 3 de maio, que funcionarão 24 horas na divisa com os municípios de Niterói, Saquarema, São Gonçalo e Itaboraí.


As barreiras sanitárias contarão com agentes da guarda municipal e policiais do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS), que também estarão nos acessos às praias e pontos turísticos. Para entrar na cidade será exigido que a pessoa apresente um comprovante de residência ou assine um termo de declaração informando o endereço e telefone da pessoa.


O prefeito Fabiano Horta explicou em na live de segunda-feira (27/04) nas instalações do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, a implantação das barreiras sanitárias. ”Resolvemos tomar a medida porque é feriado e teremos tempo bom. Nós ainda não podemos permitir que as belezas naturais de Maricá sejam divididas e compartilhadas em um momento que a gente precisa ficar em isolamento. Peço que os moradores mantenham um comprovante de residência para esse tráfego. Maricá cumpriu e tem cumprido o seu papel de isolamento, e isso determinou que ganhássemos espaços de segurança e esperanças – e queremos manter isso”, disse.


De acordo com o secretário de Ordem Pública e Gestão de Gabinete Institucional, Júlio Veras, além das barreiras sanitárias, os agentes farão o monitoramento da orla e nas cachoeiras. “A nossa fiscalização estará presente em todos os pontos turísticos da cidade. Toda a orla será monitorada por agentes da guarda municipal, defesa civil e força policial. Nem mesmo os moradores poderão ter acesso a esses locais”, garantiu.


Veja abaixo os locais das  barreiras sanitárias:


Calaboca (bifurcação Rancho da Costela), Cajueiro, São José do Imbassaí, Zacarias Rotatória, Bambui (entrada de Bambui), Espraiado (bifurcação), Ubatiba Módulo, Jaconé (rotatória); e em Ponta Negra, no DPO.


Praia Roberto Marinho (bloqueada).

Acesso à restinga pela Rua Zero (bloqueado).


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon