Buscar

Morte de João Pedro no Salgueiro comove e indigna; IABAS garante HC na quinta e mais


O noticiário começa pesado nesta terça-feira, 19 de maio de 2020.


No 66º dia de quarentena desde que foi decretado, em 13 de março, isolamento social compulsório no Rio de Janeiro devido à pandemia do Coronavírus e da Covid-19, rádios, TV's, mídias sociais, jornais e sites noticiosos de todo o país registram a morte brutal e sem sentido do adolescente João Pedro de Matos Pinto, de apenas 14 anos, dentro da casa de sua tia, no Salgueiro, em meio a uma mega-operação policial realizada no bairro na tarde de ontem.


Narra O São Gonçalo que três helicópteros, quatro blindados do Comando de Operações Táticas (COT), lanchas e mais de 50 policiais civis e federais realizaram a operação, que teve como resultado a morte do garoto quando brincava com os primos. A casa foi metralhada, e um dos tiros o atingiu na barriga.


O adolescente foi levado de helicóptero pelos agentes a um hospital na Lagoa, Rio. Embora existam denúncias de que, na verdade, o helicóptero tenha ficado dando voltas no ar com o adolescente ferido. A família ficou sem saber do seu paradeiro até hoje pela manhã, quando, enfim, o descobriram sem vida no IML de Tribobó após informe protocolar da Polícia Civil.


Além de O São Gonçalo, A Tribuna cobriu o caso. O site Plantão Enfoco e o jornal O Fluminense registraram a enorme repercussão da morte do rapaz no Twitter. O assunto ocupou o primeiro lugar nos trending topics às 8h30 de hoje, com a hastag #procurasejoaopedro.


O tom geral na rede social era esse, externado pelo gonçalense Matheus Guimarães:

Os policiais voltaram ao Salgueiro hoje.


E essa não foi a única operação realizada pela polícia no leste fluminense. Houve ofensiva policial em outros bairros e comunidades de São Gonçalo e de Niterói, dando sinais de que a política do enfrentamento, intensificado no governo Witzel no período pré-pandemia, voltou com força máxima com a matança no Alemão no último sábado (16) (Ponte), que deixou 13 mortos no chão da favela.


No Lodial, bairro do Boaçu, três homens acabaram baleados após ação da PM (O São Gonçalo). No Arrastão, mais dois baleados e no Paraíso, na localidade do Inseticida, mais uma morte. (Plantão Enfoco).


Saindo de uma dura realidade e entrando em outra: as ações de combate à pandemia e aos seus efeitos seguem firmes na região. Niterói deve detalhar até quinta (21) o seu plano de abertura (Jornal Daki). Maricá apresentou o balanço das barreiras sanitárias no final de semana (Maricá Info) e São Gonçalo faz um apelo: DOE SANGUE! Em campanha por doadores do Hemonúcleo, que viu o estoque de sangue diminuir desde janeiro.


E para finalizar o Rolé, O Fluminense informa que o hospital de campanha de São Gonçalo será entregues na quinta (21), garante o Iabas, organização social responsável pelo empreendimento. O Iabas está sendo investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público no âmbito da Operação Favorito (O Globo).


Boletim Covid-19 atualizado em 18/5/2020.

Atualizado às 19:06 horas.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon