Mourão diz que Bozo errou na pandemia e critica interrupção do auxílio emergencial

"Nós tínhamos que ter entendido que a pandemia ia prosseguir", disse o vice-presidente


De Fórum

Xiiii/Foto: Reprodução Internet
Xiiii/Foto: Reprodução Internet

O vice-presidente Hamilton Mourão criticou nesta sexta-feira (16) a gestão do governo Jair Bolsonaro diante da pandemia de Covid-19. Em entrevista, ele afirmou que o Executivo deveria ter entendido que a pandemia iria prosseguir e que não poderia ter interrompido o auxílio emergencial.


“Tínhamos que ter tido uma comunicação mais eficiente de modo que a população entendesse a gravidade da doença. Ao mesmo tempo a curva da economia, as linhas de crédito abertas, o auxílio emergencial que foi pago, deveriam ter sido prolongados. Nós tínhamos que ter entendido que a pandemia ia prosseguir e não ia terminar em 31 de dezembro”, declarou em entrevista à Rádio Gaúcha.


O vice ainda disse que reconhece que houve mais erros na condução do combate à pandemia, mas evitou detalhá-los.


“Entendo a sua preocupação, a sua pergunta, mas você lembra que eu sou o vice-presidente do presidente Bolsonaro. Então, não compete a mim tecer esse tipo de crítica, que para mim é deslealdade. O que eu tenho que falar a esse respeito eu falo intramuros”, declarou.


Auxílio emergencial

O auxílio emergencial foi criado em abril de 2020 pelo Congresso Nacional em um valor inicial de R$600. Após seis meses, o benefício caiu pela metade e acabou sendo interrompido no final de 2020. Após muita pressão, o auxílio foi retomado em 2021, mas com valores ainda mais baixos.


MALUGA_2.jpg
QV1.jpg
GRÁFICA_RS_2.jpg

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.