Buscar

Niterói adota 'bloqueio total' e vai multar quem estiver dando bobeira pro azar

Quem descumprir as medidas de restrição poderá ser multado em R$ 180

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói ampliará as medidas restritivas e multará, de 11 a 15 de maio, pessoas que estejam nas ruas, praias e praças públicas, com exceção para casos de deslocamento por força de trabalho, ida aos serviços essenciais e estabelecimentos autorizados a funcionar, como supermercados e farmácias. Esse é o período considerado mais crítico para a propagação da Covid-19 na Região Metropolitana do Rio.


Desta forma, a cidade de Niterói é a primeira do Sudeste a estabelecer um bloqueio total — conhecido como lockdown no jargão técnico— para conter o avanço da pandemia de covid-19.


As medidas foram recomendadas por um grupo de especialistas nas áreas de infectologia, epidemiologia e estatística da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O projeto de lei foi aprovado em votação na Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (7). Niterói registra 629 casos confirmados da doença, com 35 óbitos, 339 pessoas em isolamento domiciliar e acompanhadas pela Fundação Municipal de Saúde e 185 recuperados. O objetivo das medidas é restabelecer a taxa de isolamento social no patamar dos 70%. - Temos que adotar as medidas com base na ciência, em estudos de especialistas, nas experiências internacionais bem-sucedidas. Nossas medidas levam em consideração, sobretudo, a realidade da nossa cidade.  O objetivo é retomar o padrão de isolamento da última semana de março, quando estava em 70%. Atualmente, Niterói está em 56%. Precisamos ganhar essa batalha pela vida com menos mortes possíveis - afirmou o prefeito Rodrigo Neves em pronunciamento nas redes sociais oficiais da Prefeitura. O prefeito destacou que continuam funcionando, sem restrições, as atividades essenciais que estão em funcionamento nas últimas semanas, como mercados e supermercados, farmácias, padarias, pet shops e postos de combustíveis. Quem descumprir a restrição poderá ser multado em R$ 180. Os recursos serão convertidos ao Fundo Municipal de Saúde e usados para ampliar o atendimento aos pacientes de Covid-19. - Nós vamos reforçar os bloqueios com municípios limítrofes, que já estão em curso, agora também com a testagem da temperatura daqueles que chegam de outras cidades. Caso seja verificado que essas pessoas estão com temperatura acima do normal, elas serão encaminhadas a unidades de saúde para, imediatamente, fazer os exames necessários para evitar a propagação rápida da Covid-19 em Niterói - continuou Rodrigo Neves. O prefeito disse, ainda, que no período de 11 a 15 de maio também serão suspensas  as obras que estavam em andamento em todas as regiões da  cidade. Outra medida, após reunião com representantes do Ministério Público, será a ampliação, até o dia 16 de maio, em 40% a quantidade de leitos com respiradores na rede pública e privada de Niterói.

A Prefeitura de Niterói já adotou uma série de medidas para deter o avanço da Covid-19 na cidade, como a sanitização de bairros e favelas, criação da Renda Básica Temporária, distribuição de kits de higiene, implantação do primeiro hospital para Covid-19 do País, e a criação de programas de apoio aos empresários, entre outros.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon