Buscar

Niterói se antecipa a lunático de Brasília e autoriza compra de vacina

Lei aprovada na Câmara por unanimidade dá autonomia ao Executivo na aquisição do imunizante

Niterói participa desde agosto do programa de testes de eficácia da vacina Coronavac/Foto: Divulgação Internet

Os vereadores de Niterói aprovaram, de forma unânime nesta quarta (9), projeto de lei que autoriza a compra de vacinas contra a Covid-19. A partir de agora, a prefeitura poderá adquirir o imunizante, sendo eficaz e autorizado pela Anvisa, mesmo se o lunático que ocupa a presidência da república não forneça ou dificulte o fornecimento da vacina através do Programa Nacional de Imunizações do SUS.


O projeto de lei é de autoria do presidente da Comissão de Saúde, vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL), e também autoriza o município a instituir ou participar de consórcios com estados e/ou municípios, a fim de compartilhar recursos e tecnologias, realizar pesquisas ou desenvolver a capacidade de produção local de vacinas, especialmente por meio de órgãos e instituições públicas.


- O projeto se justifica diante das recentes declarações do Presidente da República, em mais uma de suas manifestações irresponsáveis e criminosas, contrárias ao que se espera de quem teria o dever de zelar pela vida e pela saúde da população - disse Eduardo Gomes.


Niterói participa desde agosto do programa de testes de eficácia da vacina Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac Biotec, em parceria com o Instituto Butantan e a Fiocruz. Cerca de 850 profissionais de saúde voluntários participaram dos testes na cidade.


Em live na terça (8), o prefeito Rodrigo Neves disse que os testes já foram concluídos e que tem recebido "os melhores relatos possíveis, da Fiocruz e do Butantan, quanto à imunização na fase três dos testes".


Com informações de O Globo.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon