Buscar

O estilo agressivo e didático na arte de Willian Ducontra

Por Erick Bernardes


Willian Ducontra é um Rapper gonçalense, cujo nome de batismo consta José Willian da Silva Corrêa. Ele começou a admirar a cultura Hip Hop já na década de 1980, depois de ganhar de um amigo um vinil chamado "Hip Hop cultura de Rua", de grupos de RAP de São Paulo. É com esse artista antenado ao município de São Gonçalo, ao qual pertence, com quem o Jornal Daki conversa agora.

Manda a rima desde 1992/Foto: Divulgação

Willian, fale um pouco sobre você pra gente, por favor?


Posso afirmar que me identifiquei logo de imediato com as batidas e as rimas. Já no final de 80, fui trabalhar no centro da cidade do Rio de janeiro e, assim, descobri que já existiam grupos de RAP no Rio. Consequentemente, fui me informando sobre eventos musicais, debates sobre cultura, assistindo, analisando e, aos poucos, entendendo a missão do RAP, no sentido da valorização humana. Em 1992 escrevi minha primeira letra, Marginal de alvará, porém, ela não foi gravada por min e sim pela banda "Coringa". A partir de 1996 fui convidado para formar uma banda de RAP com Rock, que veio a se chamar "Expresso 422", constituída por 7 integrantes: Dom Negrone, Willian Ducontra, Fabiano Firmo, Anderson Soeiro, Ttell, Márcio Santos e DJ MangueBoy. Após os anos 2000, dei sequência a meu trabalho individual, me apresentando em eventos de Hip Hop, rodas de rima, escolas, teatros, saraus de poesia e em shows, fazendo as dobras de vozes do meu mano Tigrão Big Tiger, e continuo na atividade atualmente, aos 46 de idade.


Qual seu maior motivador para a poesia de ontem e de hoje?


Meu maior motivador sempre foi a própria poesia que ouço dos grandes poetas, notórios e anônimos do RAP e de todos os outros gêneros. Outros motivadores decorrem do dia a dia, como a desigualdade social, escândalos de corrupção, o abandono da saúde pública e da educação, violência e toda repressão do Estado. Isso tudo me orienta a escrever minhas mensagens. Assim como todos aqueles indivíduos que estão fazendo acontecer, ensinando, compreendendo e criando espaços para disseminação da cultura, liberdade de expressão e artes em geral.


Como você classifica seu estilo poético? Já teve alguma experiência com publicação do seu trabalho artístico?


Meu estilo é agressivo, inspirado no cotidiano e também didático, focado em temas educacionais e de consciência. Em 2003 tive a letra "Desabafo quase Educado" exposta em fóruns educacionais do projeto "Tele Curso Comunidades" da ONG Viva Rio. Também foi apresentada na programação da Rádio Viva Rio. Entre 2010 e 2012, tive duas letras premiadas pelo sistemas FIRJAN, publicadas pela Folha Dirigida e registradas na Biblioteca Nacional com o título "Bullyng" e "Internética".


Qual o conselho que você dá pra quem decide seguir o mesmo caminho que você?


Analisar bem as informações que são veiculadas para saber o que dizer, ler é fundamental para quem busca expor seus pensamentos. Respeitar os princípios da cultura em que você se identifica, sua origem, seus fundamentos e tudo que ela pode nos trazer, respeitando sempre todas as outras culturas.

Você tem projetos? Quais são?


Tenho o projeto de lançar um livro com todas as minhas poesias, talvez dois. Um deles representaria cada fase da minha vida e criação artística como mencionei em meus estilos acima, cotidiano e educacional.


Qual a participação da escritora e professora Yonara Costa na sua carreira? A escola foi importante?


A professora Yonara foi a principal impulsionadora para eu concorrer ao projeto "Magia da Criação" do sistema FIRJAN, onde fui premiado com dois RAP’s gravados; as duas letras supracitadas nessa entrevista. A escola sempre será importante, não só na minha vida, mas na (e de) todo cidadão. A educação se faz em todo lugar, na comunidade, na família, porém a instituição escolar é um local onde aprendemos e aprimoramos nossos conhecimentos para a vida.


Caso alguém se interesse por seu trabalho, como proceder e contactar você (zap, e-mail, telefone, blog)?


Meu telefone e Whatsapp é (21) 97012-7899. E-mail willianjos@yahoo.com.br . Facebook Willian Dct.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon