Buscar

Obras de novo corredor viário seguem na Estrela do Norte

A aplicação do asfalto é um avanço da obra que atualmente está sendo realizada no trecho próximo ao Abrigo Cristo Redentor

Além da baia na Estrela do Norte, outros quatro pontos serão instalados/Foto: Divulgação

A obra de construção do novo corredor viário da cidade teve mais um andamento. Nesta terça-feira (7), trabalhadores da Prefeitura realizaram o asfaltamento de um trecho da obra que ligará a Rua Doutor Nilo Peçanha à Avenida Presidente Kennedy. O corredor viário irá comportar, ao todo, cinco novos recuos para coletivos, com a implantação de uma faixa dedicada à circulação dos mais de 120 ônibus que passam por hora na região.

A aplicação do asfalto é um avanço da obra que atualmente está sendo realizada no trecho próximo ao Abrigo Cristo Redentor, na Estrela do Norte. Já em sua reta final, a Prefeitura já implantou no mesmo local a instalação das baias e a construção das calçadas.

- Esta é uma região central e que recebe um grande número de veículos e ônibus, causando engarrafamento na maior parte do dia. Essa iniciativa vai ser importante para melhorar a fluidez do trânsito e a acessibilidade dos pontos de embarque e desembarque dos ônibus, além de diminuir o tempo de cada um no trânsito, sobretudo nas horas de mais movimento - declara o prefeito José Luiz Nanci.

O novo corredor viário busca melhorar o tráfego de veículos, reduzindo retenções e evitando que veículos fiquem parados enquanto os passageiros precisam entrar ou sair dos coletivos. As baias serão destinadas aos ônibus municipais e intermunicipais e, ainda, terá uma faixa seletiva, onde apenas coletivos poderão utilizar, sem exceção para transportes de aplicativo e táxis.

Além da baia na Estrela do Norte, outros quatro pontos serão instalados nos seguintes locais: em frente ao Partage Shopping; após a Rua Carlos Gianelli, perto da entrada do Boaçu; na entrada do bairro Brasilândia; e a última, próxima ao Clube Tamoio.

- Todo este trecho onde será implantado o corredor vai ser impactado de maneira positiva no que se refere à mobilidade. O volume de tráfego de coletivos é intenso, então pensamos em criar uma faixa em que apenas eles poderão usufruir. Como temos um espaço da antiga linha férrea ocioso, firmamos um contrato de comodato Estadual, onde todo o lado direito dessa via circularão os ônibus e estarão os recuos. Tivemos mudanças no centro da cidade ao longo dos anos que causaram uma saturação dos pontos de ônibus. Com essa implantação nesse sentido, consequentemente, haverá um impacto das ruas e avenidas do outro lado e desafogando o trânsito em torno do bairro central - esclarece Abel dos Santos, técnico especializado em trânsito da Secretaria Municipal de Transportes.

O próximo passo das obras é a implantação dos abrigos, lixeiras, sistemas de iluminação e demais cautelas e sinalizações da área.

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon