Buscar

Opinião: Governo Nanci ataca os profissionais de educação ao invés de combater o COVID-19

Por Josemar Carvalho e Thunai Melo


Já virou senso comum, o descaso da atual gestão Nanci-Pericar com a nossa cidade. O nepotismo, o autoritarismo, a incompetência e falta de perspectiva são marcas de quem a que concorre ao prêmio de pior gestão da história de São Gonçalo. Pois é, no meio da pandemia de Coronavirus (COVID-19) fez mais uma medida autoritária, como iremos relatar. Ao invés de adotar medidas concretas e efetivas para combater a propagação do vírus na cidade, no dia 24/04 (na sexta feira), o prefeito José Luiz Nanci aplicou uma medida autoritária e irresponsável que ataca os servidores municipais, principalmente os profissionais da educação do município de São Gonçalo, com a suspensão das gratificações, auxílios e adicionais. Em plena crise sanitária e econômica, Nanci adotou uma política alinhada com o governo Bolsonaro, aonde retira os direitos dos trabalhadores, os deixando em condições de precarização. Nanci, publicou em Diário Oficial a retirada de importantes gratificações como: Dupla Regência, Gratificação por Aula Extra e Gratificação de Exercício em Classes Regulares. Os profissionais da educação continuam atuando na quarentena preparando aulas e auxiliando as comunidades escolares, preparando as atividades para as turmas através das redes sociais e em grupos de whats’s App de acordo com as direções e o Secretaria de Educação.


O decreto do prefeito, contribui também para que as famílias e os alunos que já sofrem com a precarização do Ensino à Distância tenham o aprendizado mais deficientes e fiquem sem nenhuma assistência educativa durante a quarentena. Os profissionais da educação assumiram um compromisso com os seus alunos e responsáveis durante a quarentena e seguem as orientações da OMS durante a pandemia.


Segundo as informações do SEPE – SG (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação), o FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) continua sendo transferindo para as contas da prefeitura, não comprometendo o orçamento da educação dos profissionais da nossa cidade. A categoria indignada denuncia a péssima medida do Secretário de Educação, Maurício Nascimento de Almeida e quer saber qual o motivo dos ataques de Nanci aos servidores públicos e em especial aos profissionais da educação que em plena quarentena e isolamento social? São Gonçalo, é um município com uma população empobrecida e a segunda mais populosa do Estado do RJ, está desassistida com um governo que parece não querer mais governar a cidade e demora para atender as demandas dos trabalhadores da nossa cidade. A população não pode pagar por essa crise. 


***

Josemar Carvalho, 44 anos, professor universitário e da rede pública de ensino. Coordenador e Educador Popular da Rede Emancipa. Membro do Diretório Nacional e Estadual do PSOL.

Thunai Melo,  37 anos, professor de história da rede estadual do Rio de Janeiro e diretor do SEPE São Gonçalo. Ajudou a fundar a Rede Emancipa em  São Gonçalo, onde foi Coordenador das unidades do Porto Novo e do Portão do Rosa.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon