Buscar

População em situação de rua tem aulas para concurso da Clin

Turma de 15 pessoas assiste a aulas de português e matemática com professora voluntária

Foto: Bruno Eduardo Alves

Há pouco mais de um mês, uma turma de aproximadamente 15 pessoas tem aulas de português e matemática promovidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) de Niterói com foco no Concurso da Companhia de Limpeza Urbana (Clin) que aconteceu no último domingo (8). Segundo a Secretária de Assistência, Flavia Mariano, essa é uma das muitas ações realizadas na busca pela melhoria da qualidade de vida desse público. - É um trabalho, muitas vezes, invisível, mas que gera resultados positivos -, disse a secretária.

Tudo começou quando alguns usuários que frequentam o Espaço Construir no Centro Pop, Centro de Atendimento à População em situação de rua, no Centro, disseram que tinham feito inscrição para o concurso e estavam com dificuldades para estudar. A professora Eliana Pereira, que já trabalhou em projetos no Espaço Construir, decidiu ser voluntária e dar aulas para esse grupo. - Venho duas vezes por semana dar aulas para eles e estou com projeto de continuidade desse trabalho. Mais do que atividades de português e matemática, trabalhamos conceitos, interpretação e até mesmo a forma correta de preencher um cartão resposta. Olhar cada um como indivíduo e pessoa de direito é o diferencial - explicou a professora.

Segundo Camila Ferreira, coordenadora do Centro Pop, o maior desafio não é só prestar a prova, mas vencer o preconceito.


- Eles precisam enfrentar o medo e o preconceito de estar no meio de outras pessoas. Queremos dar a eles a capacidade de sonhar novamente e entender novos caminhos e possibilidades para a vida deles - disse a coordenadora. A secretária Flavia Mariano reforça que a saída das ruas se dá através de um trabalho contínuo da equipe técnica, no resgate da autoestima, na tentativa de que os atendidos percebam que existem possibilidades reais para o rompimento do vínculo com a rua. - O estudo e o emprego são ferramentas centrais  nesse processo de construção de autonomia e responsabilidade com suas vidas - ressalta a secretária. Dentre os alunos está Valdir Célio Ferreira Junior. Ele já participa há três anos dos projetos do Centro Pop. - Estou muito animado para fazer a prova e não estava conseguindo me preparar até aparecer essa oportunidade - disse.


Assim como seu colega de turma, Davi Lires, que trabalha com reciclagem, também ressaltou a importância das aulas.


- As aulas são bem produtivas. O grupo de estudos e a professora são maravilhosos. Quero aproveitar a chance para botar minha cabeça em ordem e recuperar tudo que deixei para trás - destaca Davi.

Espaço Construir

O projeto começou a partir da observação da necessidade de um espaço para compartilhar ideias e, para além, um espaço de aprendizagem coletiva. Tem como objetivo promover a autonomia e fomentar o desenvolvimento pessoal do indivíduo, além de proporcionar o fortalecimento dos vínculos sociais por meio de atividades com conteúdo de ensino fundamental, atendendo às necessidades de cada um, adaptada às necessidades do grupo. O projeto permite trabalhar a questão dos vínculos sociais tendo a linguagem como o instrumento de maior importância nesse processo.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon