Buscar

São Gonçalo adere à campanha “Sinal Vermelho” contra a violência doméstica

São Gonçalo é o quarto município do Estado do Rio em números de denúncias de violência contra a mulher

Prefeito José Luiz Nanci participou do lançamento da campanha/Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Políticas Públicas para o Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência (Semimd), através da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, aderiu à campanha “Sinal Vermelho contra Violência Doméstica”, iniciativa da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


A ação tem como objetivo oferecer mais um meio de denúncia para as vítimas de violência doméstica durante o período de isolamento social. Farmácias do município vão servir como ponto de acolhimento e apoio para a vítima que, ao desenhar um “X” na mão e exibi-lo ao farmacêutico ou ao atendente do estabelecimento, vai poder receber auxílio e acionar a polícia. - O isolamento social pode representar perigo para muitas mulheres vítimas de violência e é preciso que essa vítima denuncie o agressor. Com a campanha 'Sinal Vermelho', as mulheres terão mais um meio de buscar ajuda e apoio - destaca o prefeito José Luiz Nanci. São Gonçalo é o quarto município do Estado do Rio em números de denúncias de violência contra a mulher, de acordo com dados do Dossiê Mulher 2019. Estes números tendem a aumentar durante o período de isolamento, já que as mulheres passam a maior parte do tempo em casa e ficam mais vulneráveis às ações de seus agressores.

Para a Juíza do Juizado da Violência Doméstica de São Gonçalo, Dra Cláudia Monteiro Albuquerque, a adesão das farmácias da Comarca é de suma importância para a divulgação e sucesso da campanha, além de ser um fator de prevenção geral, visando inibir a prática de atos violentos por aqueles que sabem que podem ser facilmente denunciados. - É importante ressaltar que a Rede Gonçalense, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social, bem como Defensoria Pública, Ministério Público e Poder Judiciário trabalharam arduamente em todo o período de pandemia, a fim de garantir atendimento prioritário para a mulher em situação de vulnerabilidade. A Campanha do Sinal Vermelho é excelente iniciativa para incluir a sociedade como um todo no combate à violência contra mulher.  A defesa da mulher em situação de risco é dever de todos nós - ressalta a Juíza.

A equipe técnica da Semimd vai realizar visitas às farmácias da cidade para orientar e informar os responsáveis pelas lojas sobre a importância da ação. O objetivo é que o maior número de estabelecimentos possível faça adesão à campanha. - A importância da adesão à campanha, lançada pela AMB e o CNJ, pelo nosso município visa fortalecer a rede de atenção de proteção às mulheres em situação de violência, garantindo-lhes a oferta de políticas públicas efetivas para a melhoria de sua qualidade de vida - afirma Marta Maria Figueiredo, secretária da pasta.   Para a subsecretária de Politicas Públicas para Mulheres, Mariluci Souza, é importante que essas vítimas em situações de violência busquem ajuda com urgência e acredita que esta ação vai ajudar muitas mulheres. 

- O Município prontamente aderiu à campanha já que somos pioneiros no atendimento à mulher há 23 anos atuando com uma rede de proteção especializada às mulheres em situação de violência - afirma Mariluci.  


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon